icon Quarta-feira, 26 de Junho de 2019

CIDADES - A | + A

ATÉ 31 DE MAIO 24.05.2019 | 09h:54

Prefeitura alerta sobre baixa adesão à vacinação contra a Influenza

Por: Alexandra Freire - O Bom da Notícia

Agência Brasil

Agência Brasil

Termina no próximo dia 31 de maio a Campanha Nacional contra a Influenza. A ação começou em 15 de abril e está disponível para alguns grupos de riscos em todo país.

 

Contudo, a pouca adesão do público prioritário à vacina preocupa a Prefeitura de Cuiabá. Até este momento, apenas 63, 38% de deste público foi vacinado. E conforme a responsável Técnica de Imunização, Sandra Horn, a vacina previne contra três tipos de influenza: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B.

 

Leia também - Unidades de Saúde vão funcionar neste sábado para vacinação contra a gripe em Várzea Grande

 

A Capital segue a estratégia usada em todo o país que pretende imunizar 90% dos grupos tidos como prioritários e de risco onde estão inseridos os idosos, gestantes, crianças com idades entre seis meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, puérperas (mulheres cujo parto ocorreu há até 45 dias) adolescentes e adultos privados de liberdade. A definição do público alvo segue critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS) e de estudos epidemiológicos.


“Nós estamos a todo vapor ainda porque a campanha vai até o dia 31 de maio. As nossas unidades estão indo até os acamados, indo até os hospitais, indo até as escolas, indo atrás das pessoas que ainda não procuraram as nossas unidades, mas apenas 63, 38% do público prioritário foi vacinado. Nós temos ainda mais de 60 mil pessoas para vacinar”, disse a profissional nesta sexta-feira (24), durante entrevista à Rádio Capital FM.

 

Para contemplar as pessoas que não puderam ir aos postos de saúde durante a realização da campanha, a Prefeitura estende até o próximo dia 1° de junho (sábado) a campanha para que esse índice seja melhorado.

 

SINTOMAS, PREVENÇÃO E ORIENTAÇÃO

 

Entre os sintomas da gripe estão febre alta, dor muscular, dores de cabeça, na garganta e coriza. Além da vacinação, as orientações para evitar o vírus é lavar as mãos com frequência, usar lenço para a higiene do nariz, cobrir o rosto no momento do espirro, evitar compartilhar objetos de uso pessoal e tomar cuidado com o contato com pessoas que tenham adquirido o vírus.

 

O vírus usado na vacina é “inativado”, não podendo gerar uma gripe e a imunização evita entre 32% e 45% o número de hospitalização por pneumonia e entre 40% e 75% as mortes por complicações resultantes do vírus.

 

A imunização é contraindicada para pessoa com alergia a ovo, que devem procurar o médico para orientações. A reação em geral ocorre com dor no local da injeção, sem provocar efeitos colaterais maiores. De acordo com o Ministério da Saúde, não há risco de fazer a vacinação contra e a febre amarela e Influenza. (Com Informações da Prefeitura de Cuiabá).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































PROGRAMA TRIBUNA VEJA MAIS

O Bom da Notícia Programa Tribuna - 25/03/19

INFORME PUBLICITÁRIO


INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
Soja Disponível R$/sc 57,00
Algodão R$/@ 90,09
Milho Disponível R$/sc 21,70
Boi a Vista R$/@ 135,00
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet