icon Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

POLÍTICA - A | + A

RECURSOS 06.09.2019 | 15h:20

Com leilões do pré-sal, municípios devem receber R$ 190 mi; Estado fica com R$ 210 mi

Por: Wellyngton Souza - O Bom da Notícia

Reprodução

Reprodução

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga afirmou nesta quinta-feira (5), que espera até final deste ano, que os 141 municípios recebam um aporte financeiro de pelo menos R$ 190 milhões com os leilões de petróleo, previsto para serem realizados em 6 de novembro.

 

Foi aprovado na última terça-feira (3), a proposta de emenda à Constituição (PEC), que permite que a União compartilhe com Estados e municípios os recursos arrecadados nos leilões do pré-sal. A PEC 98/2019 ainda volta para a Câmara dos Deputados, que precisará confirmar mudanças feitas no texto. 

 

Caso se confirmem os valores estabelecidos no leilão, Mato Grosso, de acordo com o senador Wellington Fagundes (PL-MT), vice-presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Municípios, deverá receber um adicional de aproximadamente R$ 400 milhões. Que serão divididos entre o Estado - que abocanha R$ 210 milhões -, e os outros R$190 milhões vão para os municípios. 

Nós acreditamos que até a última semana de dezembro este dinheiro esteja na conta das prefeituras e do governo estadual

 

"Essa é uma grande conquista do movimento municipalista. Nós acreditamos que até a última semana de dezembro este dinheiro esteja na conta das prefeituras e do Governo do Estado", disse Neurilan em entrevista à Rádio Capital. 

 

O parecer sobre a Proposta de Emenda à Constituição 98/2019, foi anteriormente aprovada na última quarta-feira (28), pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado. No leilão marcado para novembro, a União deve destinar 15% dos R$ 70,5 bilhões para os estados e o Distrito Federal, e outros 15% aos municípios – que serão distribuídos de acordo com a cota definida no Fundo de Participação. 

 

“Estivemos em Brasília, semanalmente, nos reunindo com a equipe econômica do governo federal, na Câmara e no Senado para garantir o avanço da pauta. Após reunião com o relator da PEC, o senador Cid Gomes, conseguimos que o índice de distribuição do Fundo de Participação dos Municípios fosse adotado como critério de rateio, o que garantiu mais recursos para os municípios”, afirma.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS




icon COTAÇÕES MT
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
LEITE R$/l 1,09
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet