icon Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

POLÍTICA - A | + A

ENVERGADURA POLÍTICA 15.09.2019 | 10h:27

Niuan reforça desejo ao Alencastro e diz que Podemos ganha musculatura com vinda de senadora

Por: Marisa Batalha - O Bom da Notícia

Edilson Rodrigues/Agência Senado

Selma Arruda

 

O vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, presidente do diretório do Podemos na capital, comemorou neste domingo(15), em conversa com o site O Bom da Notícia, a migração da senadora por Mato Grosso, Selma Arruda (PSL). Adiantando que a chegada da senadora como correligionária, dará à legenda uma musculatura gigante no Estado e, em particular, na capital, onde o partido vem ganhando notoriedade e se prepara para as eleições do ano que vem.

 

Revelando que estaria apenas aguardando alguns ajustes, em nível de agenda, para que o diretório possa realizar um grande ato em Cuiabá na busca de mais adesões à legenda e, claro, agora tendo ao lado, nesta cruzada política, 'uma parlamentar que assegurou nas urnas 678 mil votos no Estado, quase 150 mil somente na capital'.

 

O partido não tem uma consistência ideológica própria. Não tem um formato de partido. Não é um lugar que tu encontres uma ideologia que não seja mero repeteco de algumas frases prontas. Tudo para o PSL é culpa da esquerda. E todo mundo é comunista

E já aposta em pelo menos 4 mil filiações ao partido o que - ainda de acordo com ele -,  dará envergadurra política à sigla e, obviamente, passaporte para uma eventual disputa sua pelo comando do Palácio Alencastro, em 2020.

 

Neste sábado(14), ao Estadão, a senadora admitiu estar de malas prontas para se filiar à legenda comandada em Mato Grosso, pelo deputado federal José Medeiros, na próxima quarta-feira.

 

Ainda ontem, ela também já havia confidenciado ao site O Antagonista, que o PSL seria um partido que a estaria incomodando, 'não apenas pela falta de solidariedade em relação a todo seu processo de cassação, mas também em relação às pressões de membros da sigla, para que ela retire sua assinatura da CPI da Lava Toga. E, assim, ela[senadora]não teria mais como permanecer nesse ambiente.

 

A congressista mato-grossense já havia dito esta semana que estaria sofrendo pressão do presidente do Senado, o democrata Davi Alcolumbre e que, por telefone, Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República, chegou mesmo a 'gritar com ela', para que retirasse sua assinatura da CPI. Segundo Selma, o telefonema a fez decidir sair do partido.

 

'O partido não tem uma consistência ideológica própria. Não tem um formato de partido. Não é um lugar que tu encontres uma ideologia que não seja mero repeteco de algumas frases prontas. Tudo para o PSL é culpa da esquerda. E todo mundo é comunista. Eu não dou conta disso. Não tem uma liderança. Não tem envolvimento nem sequer do próprio presidente da República. Ele não consegue se envolver com a gente'.

 

Entrevista ao Bom da Noticia

 

No último dia 5 de agosto, em live no site O Bom da Notícia, o vice-prefeito de Cuiabá, ao avaliar de um a 10 a possibilidade de filiação da senadora pesselista Selma Arruda, ao Podemos, havia garantido - à migração - uma nota altíssima [9,8], e ainda que somente estaria aguardando uma agenda mais ajustada para a sua filiação.

 

E que, obviamente, a ida de Selma Arruda seria bastante ruidosa, com direito - acrescentou Niuan -, de ter a presença de deputados e senadores do partido de outros estados, em Mato Grosso. E, claro, com ficha avalizada pela presidente nacional do Podemos, Renata Abreu.

 

Dias mais tarde, o vice de Emanuel Pinheiro (MDB), em conversa com jornalistas, saiu em defesa do senadora por Mato Grosso, ao classificar como possível retaliação, o parecer dado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em favor da cassação de seu mandato por caixa 2 e abuso de poder econômico, proferida pelo Tribunal Regional, no último dia 10 de agosto.
 

Ao citar, inclusive, informações que circularam esta semana em nível nacional, de que ela [Selma], estaria sendo pressionada no Congresso, a retirar a sua assinatura da CPI da Toga que pretende investigar o Judiciário no país.
 

Apontando dentre as notícias veiculadas a do site O Antagonista, em que o autor da CPI da Toga no Senado da República, Alessandro Vieira, teria confirmado que colegas estariam sendo pressionados. Chegando o portal a nominar a senadora mato-grossense dentre os congressistas que estariam sofrendo a pressão e, que caso ela não retirasse sua assinatura da Comissão, poderia ter a cassação do seu mandato confirmada pelo TSE.

 
O vice também pontuou que por conta desta rota de colisão com alguns membros do PSL que a senadora teria se reunido, no início de setembro, com a cúpula do Podemos, em sua casa em Chapada dos Guimarães (68 km distante de Cuiabá). E ainda almoçado [esta semana], em Brasília, com um dos caciques da sigla e seu colega de Casa, Álvaro Dias, que já algum tempo estava 'costurando' sua filiação.

 

"Na condição hoje de presidente do diretório de Cuiabá do Podemos sabemos da força que representa a vinda da senadora para nossa sigla. Junto com o deputado federal José Medeiros, que comanda a legenda em Mato Grosso, esperamos que a direção nacional da legenda encontre uma agenda para breve, pois aqui, já estamos preparando uma festa para tê-la como correligionária".
 

A primeira notícia de uma possível desfiliação da senadora mato-grossense foi veiculada no dia 29 de agosto, na coluna de Guilherme Amado, da Revista Época”. Por meio de nota, Arruda admitiu ao colunista que estaria pensando seriamente em deixar a sigla de Bolsonaro, mas não da base de apoio do presidente.
 

Entenda o processo de cassação de Selma
 

Em abril deste ano a juiza aposentada e atual senadora pelo PSL, Selma Arruda, foi cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso e, igualmente, seu suplentes, Gilberto Possamai, sob o argumento de omitirem da Justiça Eleitoral despesas de R$ 1,2 milhão na campanha de 2018, configurando caixa dois e abuso de poder econômico. Ela recorre da decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no exercício do cargo. 

 

Nesta última terça-feira (10), a senadora foi surpreendida com o parecer dado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge (10), onde defende que o Tribunal Superior Eleitoral mantenha cassação do mandato da congressista, proferida pelo Tribunal Regional. Por meio de nota, a senadora mato-grossense manifestou sua estranheza pelo fato de os autos terem ido ao Ministério Público Federal nesta terça [10/09] e ser dada uma definição quanto ao seu destino político em parecer, com 75 laudas, no mesmo dia [10].

 

Para a juiza aposentada e atual senadora “há um sério indicativo de que o parecer já se encontrava pronto, por encomenda, ou que a procuradora geral da República, Raquel Dodge, não tivesse mais nada a fazer, senão debruçar sobre a análise de seu mandato, já que entre argumentos e justificativas, são 75 laudas em que a PGR se posiciona a favor de sua cassação. "Únicas hipóteses que justificariam tal concomitância”.
 

Selma Arruda ganhou notoriedade nacional pela sua atuação na 7ª Vara Criminal de Cuiabá como magistrada. Sobretudo, por ter colocado atras das grades algumas personalidades políticas de Mato Grosso, como o ex-governador Silval Barbosa que ficou quase dois anos preso no Centro de Custódia de Cuiabá e só deixando a cadeia por conta de sua delação, aceita no Supremo Tribunal Federal e conhecida como 'delação monstruosa, dita pelo ministro Luiz Fux. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

LEIA MAIS SOBRE ESTE ASSUNTO

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































VÍDEOS VEJA MAIS




icon COTAÇÕES MT
VACA GORDA À VISTA R$/@ 132,07
BOI GORDO À VISTA R$/@ 141,05
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 23,17
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 74,04
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 71,82
LEITE R$/l 1,09
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 3,74
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet