Terça-feira, 28 de Maio de 2024

AGRO & ECONOMIA Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2024, 19:22 - A | A

Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2024, 19h:22 - A | A

DIRETO DO CAMPO

Feira oferece produtos da agricultura familiar no Sesc Arsenal às terças-feiras

A feira começa às 17h com produtos de 32 agricultores familiares e segue até as 21h

Da Redação do O Bom da Notícia/Com Assessoria

Às terças-feiras, produtos da agricultura familiar da Baixada Cuiabana são colocados à venda na feira do Sesc Arsenal, na Capital. Entre os produtos oferecidos estão hortifruti, artesanato, temperos, plantas, bananas chips, cachaças artesanais, plantas medicinais, farinha de mandioca, mel, entre outros. 

A feira começa às 17h com produtos de 32 agricultores familiares e segue até as 21h.

A oportunidade de fomentar as vendas de produtos da agricultura familiar é fruto de uma parceria da Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf) e da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer) com o Serviço Social do Comércio (Sesc-MT). 

Elisa Noriko Yoshitake, que tem uma propriedade em Barão de Melgaço, é uma das expositoras. Ela oferece frutas desidratadas, sendo que parte delas, como a amora, a pitaya, banana, acerola, manga, abacaxi, laranja, limão, goiaba, são cultivadas na chácara da família.

“O foco nessa feira, de terça-feira, é oferecer produtos naturais, artesanais, sem adição de açúcar, sem lactose, sem glúten. O açúcar somente dá frutose mesmo, com exceção das variações que eu faço com chocolate 40% e 70%”, explicou.

A desidratação das frutas é uma forma de aproveitar melhor a produção. “A ideia dos meus produtos é utilizar as frutas que tenho demanda lá. Na safra das frutas, tiro as maduras, faço a higienização e congelo, e vou usando de acordo com a demanda, evitando o desperdício”, pontuou Elisa. 

O secretário de Agricultura Familiar do Estado, Luluca Ribeiro, destacou que a feira é uma oportunidade, tanto para os produtores comercializarem sua produção quanto para a população consumir produtos de qualidade e fomentar a agricultura familiar. 

“Tem muitas famílias da Baixada Cuiabana que vivem com a renda da agricultura familiar e precisamos fomentar esse segmento.  E as feiras são uma forma de reforçar a importância da agricultura familiar para a região e para o Estado”, afirmou.