Sábado, 25 de Maio de 2024

ARTIGOS Terça-feira, 27 de Dezembro de 2022, 12:31 - A | A

Terça-feira, 27 de Dezembro de 2022, 12h:31 - A | A

Valdizar Andrade

O livro em branco

Valdizar Andrade

Gratidão pelo dom da vida pode ser o maior valor que conseguimos contemplar de forma explícita e não tangível. Devemos percorrer o caminho da vida com o entusiasmo frenético que nos faz refletir a cada momento e deixar que o Universo seja incumbido de nos ajudar a entender o ciclo estabelecido pelo calendário gregoriano que, a cada ano, tem um fim e um recomeço.

Entregamos a Deus no fim de cada ano um livro escrito durante 365 dias em que constam todas as informações, ações, atos, alegrias e sofrimentos, nela narramos toda nossa história durante esse período e, se por um acaso esquecermos de algumas coisas, ou se omitirmos alguns dados, nossa consciência começa a nos cobrar logo nos primeiros dias do novo ano.

No dia primeiro de janeiro, Deus nos concede mais um ano para ser vivido intensamente, com coragem, desafios, entusiasmos, motivação, inteligência e busca por melhores oportunidades. Mesmo sabendo que aqui não é o paraíso, mas um planeta de expiação e prova que devemos crescer a cada dia para que sejamos um ser de luz na nossa caminhada.

Na virada do ano, cada um receberá um livro com todas as páginas em branco, a capa com o seu nome, e o ano 2023 você deverá viver intensamente e todos os acontecimentos deverão ser anotados com cuidado para não incorrer em erros ou omissão de fatos que serão relevantes na construção de sua caminhada, deixar de anotar, seja por esquecimento ou omissão, poderá ser uma falta grave.

Geralmente, na primeira página você vai omitir algumas coisas, as festividades não contarão tudo pois tem coisas que sua memória consciente não vai te deixar lembrar, mantenha um espaço em branco para escrever aquilo que não lembrava, mas que a memória inconsciente vai te denunciar muito em breve aí você terá a oportunidade de se redimir da falha.

Precisamos entender a importância desse livro em branco, agradecer a Deus por nos conceder o privilégio de escrever nossa própria história, lembrando que somos responsáveis por tudo que ali será escrito, não podemos culpar os governos, amigos, parentes muito menos Deus por termos escrito algum conteúdo que não foi de nossa inteira responsabilidade.

Talvez tenha escrito coisas no ano que se finda que queira repetir pois foram de grande relevância, como amor, caridade, fraternidade, superação, motivação, resiliência, persistência, determinação, coragem e autoconhecimento. Talvez, muitos desses valores tenham sido esquecidos no ano que se finda e que precisam ser resgatados no ano que está chegando, é momento de reflexão profunda entre o que pratiquei e o que quero praticar no ano vindouro.

Que 2023 seja um ano de muita luz, paz, harmonia e prosperidade, a força divina da espiritualidade se faça presente nas nossas vidas. Assim encontraremos a energia da espiritualidade que nos conduzirá aos resultados abençoados para o crescimento universal.

FELIZ 2023

Valdizar Andrade