Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

CIDADES Quarta-feira, 02 de Agosto de 2023, 16:39 - A | A

Quarta-feira, 02 de Agosto de 2023, 16h:39 - A | A

AÇÃO RÁPIDA

Limpurb repõe cabeamento furtado da ponte Sérgio Motta

O Bom da Notícia/com Assessoria

A Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb) realizou a recomposição de aproximadamente 200 metros cabeamento elétrico furtados na ponte Sérgio Motta. Por meio da iniciativa, o funcionamento do sistema de iluminação pública da estrutura, que estava comprometido por conta da ação criminosa, foi restabelecido.

A manutenção emergencial foi executada na noite de terça-feira (1), logo após a empresa pública receber a informação de que as luminárias do local estavam todas apagadas. Na estrutura, a equipe constatou a ausência da fiação e efetuou, de forma imediata, a instalação dos novos materiais nos dois sentidos da pista.

“A rápida resposta foi fundamental, pois a ponte é uma das mais movimentadas da cidade. A Sérgio Motta é um dos principais pontos de ligação entre Cuiabá e Várzea Grande e essa ação criminosa, além de prejuízos financeiros, também gera riscos à segurança dos condutores e pedestres que passam pelo local”, comenta o diretor-geral da Limpurb, Júnior Leite.

Ainda de acordo com o diretor-geral, furtos de cabos, luminárias e transformadores do sistema de iluminação têm sido uma triste rotina em Cuiabá. Além da ponte Sérgio Motta, outros pontos da cidade foram alvo da prática ilegal nas últimas semanas, como o viaduto na entrada do bairro Parque Cuiabá, a Rodovia Palmiro Paes de Barros e a Avenida Rio Branco.

Diante desse cenário, Júnior explica que a Limpurb tem se empenhado para fazer as recomposições dos equipamentos o mais rápido possível, buscando minimizar os impactos à população. No entanto, ele avalia que é essencial contar com a colaboração da comunidade para enfrentar o problema.

“A população deve acionar as autoridades competentes, todas as vezes que observar alguma movimentação suspeita de pessoas ou veículos sem a identificação da Limpurb ou da concessionária de energia. É importante ainda que não se compre equipamentos de origem duvidosa, pois isso também é crime e contribui para que novos furtos ocorram”, pontua Júnior.