Quinta-feira, 23 de Maio de 2024

CIDADES Domingo, 24 de Março de 2024, 13:51 - A | A

Domingo, 24 de Março de 2024, 13h:51 - A | A

NESTA PÁSCOA

Pesquisa aponta que ovos de chocolate e peixe lideram consumo dos mato-grossenses

Da Redação do O Bom da Notícia

A Páscoa é uma das datas mais importantes do calendário do comércio em razão da movimentação financeira que ela gera dentro do estado e que deve ficar em torno de R$ 292 milhões em 2024, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT).

A pesquisa “Intenção de Compras para a Páscoa” foi realizada entre os dias 28 de fevereiro de 20 de março, com 501 pessoas em 32 municípios do estado, a fim de compreender o comportamento de consumo dos mato-grossenses para a data.

Entre os respondentes, 37% afirmaram que irão comprar produtos alusivos ao período, sendo que, dentre eles, a maior parte (58%) comprará ovos de páscoa industrializados, seguido de ovos artesanais (25%). Caixas de bombom também foram lembradas por 14% dos entrevistados. Para outros produtos de alimentação, o consumo de peixe lidera com 31% de intenção entre os que consumirão na data, seguido de bebidas (20%) e verdura e legumes, que somam 13%.

A pretensão média de gastos geral é de R$ 279,75 para o Páscoa 2024, apresentando um aumento de 39,33% em relação aos gastos verificados no ano anterior, que foram de R$ 200,79. O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, reforça a importância da data para o comércio mato-grossense.

“A Páscoa é uma das datas de grande importância no calendário do comércio e o cenário de consumo em 2024 se mostra positivo na medida em que há uma maior diversificação nos produtos a serem comprados, assim como a média de gastos se mostra superior ao ano passado”, explica Wenceslau Júnior.

Entretanto, apesar do ticket médio ter aumentado neste ano, a pesquisa revela que metade dos mato-grossenses (50%) não consumirão no período e outros 13% ainda não sabem. Para os que não comprarão nenhum produto, 59% disseram não comemorar a data, logo depois 22% apontaram falta de tempo e 19% condições financeiras.

Sobre preferências no consumo, quando perguntado sobre o dia da semana, 18% pretendem realizar suas compras no sábado, seguido de 8% que citaram quinta-feira. Outro levantamento é a comparação de gastos para a data em relação à Páscoa de 2023, onde 37% afirmaram que gastarão o mesmo esse ano, seguido de 26% que pretendem gastar mais.