Terça-feira, 18 de Junho de 2024

Eleições Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020, 11:50 - A | A

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020, 11h:50 - A | A

ATENDIMENTO GRATUITO

De olho em ajudar crianças com deficiências, Marcus Fabrício deseja ampliar o projeto da Equoterapia

O Bom da Notícia

Foto: Reprodução

Equoterapia

 

Foi justamente pela paixão que tem por esportes, em particular, os equestres, que Marcus Fabrício deu início a um projeto, assim que assegurou uma vaga na Câmara de Vereadores de Cuiabá, ainda no ano de 2004: a Equoterapia.

Projeto que o vereador não esconde e diz que é seu 'xodó', tamanho é o carinho que tem por ele. Uma paixão que divide, aliás, com a sua companheira de jornada, Jaqueline Calazans Falcão.

Assim, Marcus Fabrício foi pioneiro em destinar verbas no valor de R$ 150 mil, por meio de suas emendas parlamentares e conseguiu assegurar um atendimento totalmente gratuito de Equoterapia à crianças e adultos carentes.

O projeto teve tanto êxito, que acabou sendo abraçado pela Prefeitura Municipal de Cuiabá. E, atualmente, atende centenas de crianças com deficiências, já que a prática da Equoterapia contribui para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio.

De olho em sequenciar o projeto que provou, na prática, seus resultados, Marcus Fabrício - caso eleito - quer expandir a proposta, como forma de garantir que pessoas com deficiências, de todas as regiões de Cuiabá, possam se beneficiar com ele.

Ajudando, centenas de pessoas a se integrarem à sociedade e, progressivamente, alcançarem a cidadania. Direito inalienável, ainda diz o parlamentar, de todo ser humano.

Marcus Fabrício ainda é autor de inúmeras leis. Como a que proíbe secretários, subsecretários, diretores e seus parentes de até terceiro grau, realizarem contrato de locação ou sublocação com o poder executivo.

Outro projeto de sua autoria que virou Lei, assegura que vagas previstas no edital do Concurso de Provas e Títulos, no âmbito municipal, deverão ser totalmente preenchidas pelos aprovados no concurso. Dentro do prazo de validade e observando sempre a ordem de classificação.

Sobre o parlamentar

Cuiabano de tchapa e cruz, do Bairro Popular, o vereador petebista Marcus Fabrício, de 47 anos, busca se eleger na Câmara Municipal de Cuiabá, nas eleições deste ano, que se realizam no dia 15 de novembro.

Filho da professora Nilma Nunes dos Santos e do engenheiro civil Gilson Oliveira dos Santos, Marcus Fabrício continua acreditando que sonhos são realidades palpáveis, quando se luta de verdade por eles. Principalmente, quando esta luta é em favor da comunidade.

Ainda mais para quem, como ele, já foi office boy. E ainda com 15 anos perdeu sua mãe, vítima de um aneurisma cerebral. E mesmo adolescente, teve que assumir a marmitaria de dona Nilma, gerenciando o negócio da família por oito anos. E com muita dificuldade, mas com garra, seguiu os ensinamentos dos pais. Desta forma, estudou e se formou em Ciências Contábeis.

Marcus ficou casado por 22 anos, quando perdeu a esposa para um câncer. As duas perdas foram extremamente impactantes em sua vida. Levando-o a refletir sobre a brevidade da vida e da importância de se viver bem, em paz, sobretudo, em harmonia.

Hoje, depois de tantos percalços, Marcus Fabrício, um devoto absoluto das leis de Deus, se diz ‘uma pessoa muito abençoada’. Ao lembrar, que na sua infinita bondade, ele colocou outra pessoa em sua vida: Jaqueline Calazans Falcão. Que chegou, segundo Marcus, no momento certo.

Ambos são católicos e devotos de São Pedro. E, juntos, realizam todos os anos na comunidade Rio dos Peixes, a tradicional festa de São Pedro. O evento já está, inclusive, no calendário municipal de eventos de Cuiabá. Só quebrando a tradição este ano, devido a pandemia, assim, a festa de Santo não pode ser realizada.

Aliás, a vida para Marcus nunca foi fácil, mas transformou dor em motivação. Assim, em 2004, quando era diretor da Secretaria de Cultura Municipal, ‘encarou’ a disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores de Cuiabá, e conseguiu ser o 5º parlamentar mais votado da capital.