Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

MULHER Domingo, 12 de Março de 2023, 08:01 - A | A

Domingo, 12 de Março de 2023, 08h:01 - A | A

Oito em cada dez mulheres já fingiram orgasmo, revela pesquisa

Mulher

Oito em cada dez mulheres já fingiram orgasmo, revela pesquisa
Ana Melo

Oito em cada dez mulheres já fingiram orgasmo, revela pesquisa

Oito em cada dez mulheres (79%) já fingiram orgasmo, revelam os dados da pesquisa "Prazer Feminino", divulgados pela Hibou, empresa de pesquisa e insights de mercado e consumo. As justificativas para isso são: terminar logo o ato (53%); agradar o parceiro (30%); evitar explicações (17%); evitar constrangimentos (15%); e preferiram não responder (8%).

Entre no  canal do iG Delas no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!

Além disso, 42% das entrevistadas afirmam que costumam ter dificuldade de atingir um orgasmo.

Masturbação

A pesquisa ainda mostra que sete em cada dez mulheres (71%) se masturbam. Os motivos para isso, segundo elas, seriam os benefícios da prática, como autoconhecimento, alívio de stress e tensões e prevenção de infecções.

Já entre as 29% que não são adeptas da masturbação, 62% não se sentem à vontade; 9% acham errado; e 7% não sentem prazer.

Para aquelas que já se masturbaram, atingir o orgasmo é mais fácil, tanto que 96% afirmam terem experienciado orgasmos por meio da masturbação. Dessas, 57% afirmam que já usaram um vibrador ou outro acessório.

Mesmo em 2023, a sexualidade feminina continua sendo um tabu. Ao todo, 42% consideram a masturbação feminina uma prática natural; 21% a veem como uma forma de autoconhecimento; 12% veem como um modo de atingir o prazer quando estão sem parceiros; e 6% veem como uma modalidade de sexo como qualquer outra. Já 11% não pensaram a respeito; e 2% a avaliam como prática pela qual se envergonham.

Os sextoys estão em alta

Os  sextoys  — brinquedos ou acessórios sexuais — fazem parte de fantasias, rotina ou de descobertas na cama e já foram usados por 73% das mulheres, com ou sem companhia. Entre elas, 34% dizem usar quando há um parceiro; 8% experimentam sozinhas, e para 58%, a companhia e os acessórios independem, pois o importante é ter prazer.

Além disso, 52% experimentaram um acessório por curiosidade; 41% com objetivo de ter prazer; e 30% para se conhecerem melhor. Já 10% afirmam que usaram por fetiche.

A experiência com acessórios e brinquedos devem seguir a regra do conforto da relação. O TOP 5 é formado por lubrificantes (60%); géis (46%); vibradores (36%); massageadores (18%) e vendas para os olhos (15%).

Fonte: IG Mulher