Sábado, 15 de Junho de 2024

POLÍCIA Segunda-feira, 16 de Novembro de 2020, 08:16 - A | A

Segunda-feira, 16 de Novembro de 2020, 08h:16 - A | A

POLÍCIA INVESTIGA

Jornalista é assassinado com quatro tiros por dupla em motocicleta

O Bom da Notícia

Na noite de domingo (15), o jornalista Ediney Menezes, de 44 anos, foi assassinado a tiros, no Centro de Peixoto de Azevedo (672 quilômetros de Cuiabá). A vítima estava em seu veículo (HB20), quando os criminosos que estavam em uma motocicleta se aproximaram e efetuaram quatro disparos. O crime foi registrado por volta das 22h30.

Segundo as informações da Polícia Militar do município, o jornalista estava estacionado próximo a rua Itamar Dias. Em seguida, dois bandidos se aproximaram em uma motocicleta e um deles iniciou os disparos contra a vítima.

O jornalista foi atingido por quatro disparos de arma de fogo e morreu ainda no local. Logo após o crime, os bandidos fugiram na mesma motocicleta.

Horas antes de ser morto, ele comemorou em sua rede social a vitória do prefeito da cidade, que concorria à reeleição. Em 2019, ele registrou um boletim de ocorrência, alegando que foi ameaçado por um dos moradores da sua casa, que estava cansado ‘da bagunça’.

Segundo o registro, ele temia pela vida, pois o denunciado era usuário de drogas. Não há, até o momento, nenhum indício de que o crime tenha ligação com a denúncia.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada e realizou os trabalhos no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Ainda não há informações sobre o que teria motivado o homicídio. Familiares e amigos postaram diversas mensagens de despedida para o jornalista. 

O caso segue investigado pela Polícia Civil.

Sindjor

Por meio de nota, o sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor MT), lamentou a morte do jornalista Edney Menezes, de 44 anos, e manifestou toda a solidariedade aos amigos e familiares.

Veja na íntegra

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor MT) recebe com extrema preocupação a notícia do assassinato do jornalista Edney Menezes, 44 anos, ocorrida ontem (domingo, 15 de novembro) no município de Peixoto de Azevedo. Ao mesmo tempo, o Sindicato manifesta toda a solidariedade aos amigos, familiares e colegas de profissão do jornalista.

O Sindjor já contatou as autoridades policiais e acompanha a apuração do caso para descobrir a motivação e os culpados pelo assassinato.

O Sindjor afirma sua veemente defesa da liberdade de expressão e do trabalho profissional da imprensa, princípios democráticos que vêm sendo tão atacados nos últimos tempos no Brasil.

Novas informações serão divulgadas pelo Sindicato dos Jornalistas até o final do dia.