Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

POLÍCIA Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020, 08:57 - A | A

Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020, 08h:57 - A | A

JÁ ESTÁ EM LIBERDADE

Secretário de Sinop é preso por furto de resíduos de asfalto; material estava na fazenda da prefeita

O Bom da Notícia

O secretário municipal do governo de Sinop (500 km de Cuiabá), Jaime Dalastra foi preso na terça-feira (1º), por furto de material fresado – resíduos de asfalto – que ficam armazenados na beira das rodovias. O material foi localizado na fazenda da irmã do secretário, que é a prefeita da cidade, Rosana Martinelli.

De acordo com informações, a Rota do Oeste, concessionária da via, foi quem identificou e confirmou o furto. Em nota, a empresa informou que foi retirado sem autorização do local de armazenamento. Foi esclarecido ainda que a Prefeitura de Sinop chegou a pedir o uso do material em outubro deste ano, mas não teve continuidade no processo.

“A Gestão Pública deixou de encaminhar informações solicitadas pela Rota do Oeste para formalizar o termo de doação”, explicou a concessionária, que utiliza parte do fresado na composição do asfalto, o restante é doado para entidades públicas que se compromete a utilizar o material em locais públicos e em benefício da sociedade.

Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada pela empresa e junto com a Polícia Civil, constatou que o material levado estava na fazenda da prefeita.

O secretário acabou sendo preso em flagrante após prestar esclarecimentos sobre o caso na Delegacia de Roubos e Furtos do município. No entanto, momentos depois, uma decisão judicial deu liberdade para o secretário.

Outro lado

Em nota, a Prefeitura de Sinop afirma que Dalastra foi ‘conduzido’ à delegacia para esclarecimentos. Alegou ainda que o caso é ‘fato particular’ e por isso, está sendo acompanhado pelo advogado do suspeito, que deverá se posicionar sobre o caso.

Por outro lado, a prefeita Rosana convocou uma coletiva de imprensa para a manhã desta quarta-feira (2), no Paço Municipal. Quem falará será o procurador geral do município, Ivan Schneider.

A defesa do secretário não se manifestou.