Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

POLÍCIA Sábado, 22 de Julho de 2023, 09:49 - A | A

Sábado, 22 de Julho de 2023, 09h:49 - A | A

OPERAÇÃO AMAZÔNIA

Sema e PM apreendem três tratores e madeira extraída ilegalmente em Nova Maringá

O Bom da Notícia/ com assessoria

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com a Polícia Militar Ambiental de Barra do Bugres, apreendeu 89 m³ de madeira extraída ilegalmente, três tratores utilizados para arraste das toras  e três motosserras, durante Operação Amazônia, realizada em Nova Maringá (367 km distante de Cuiabá).

A operação foi conduzida pela Diretoria de Unidade Desconcentrada da Sema de Tangará da Serra entre os dias 17 a 21 de julho. As equipes em campo flagraram a extração de madeira e o arraste de toras sem autorização.

Três pessoas foram vistas executando o crime ambiental, uma fugiu em direção a mata, e dois suspeitos foram conduzidos até a delegacia de São José do Rio Claro. Além do flagrante, foi identificado o armazenamento de toras em esplanadas, indicando que o crime acontecia há alguns dias no local. Os tratores foram removidos com auxílio da Prefeitura de Nova Maringá, e a madeira doada para o Executivo municipal. 

 

A quantificação da área atingida pela exploração seletiva em área de floresta  será realizada posteriormente através de imagens de satélite, para subsidiar o cálculo da multa ambiental.


O flagrante da ação criminosa foi possível pela utilização de imagens de satélite que informam o local exato da infração por meio de "alertas" de mudança de vegetação. O sistema monitora em tempo real todo o território de Mato Grosso.
 
Operação Amazônia

A Sema intensificou a fiscalização ambiental com a Operação Amazônia, lançada em março deste ano. Em julho, foram colocadas 24 equipes em campo ao mesmo tempo  para combater o desmatamento ilegal, totalizando mais de 120 pessoas.

Quem se deparar com um crime ambiental deve denunciar por meio dos contatos: da Polícia Militar (190), ouvidoria da Sema (0800 065 3838) ou pelo novo WhatsApp para denúncias (65) 98153-0255.