Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020, 17:08 - A | A

Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020, 17h:08 - A | A

Girão apresenta projeto que proíbe pesquisas até um mês antes das eleições

Agência Senado

Em pronunciamento nesta quinta-feira (3), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) anunciou a apresentação de um projeto de lei para proibir a realização de pesquisas eleitoras até um mês antes do pleito. O objetivo é impedir que os institutos de pesquisa influenciem o eleitorado, como o parlamentar considera que aconteceu na escolha do prefeito de Fortaleza.

— Porque a diferença foi de 22% do candidato do poder econômico, do candidato que estava com o poder político para o que tentava a alternância de poder, 22% a diferença na véspera da eleição. Quando totalizaram os votos, no dia seguinte, no mesmo horário, 24 horas depois, 3% foi a diferença" — afirmou.             

Para Girão, trata-se de uma "manipulação escandalosa", que teria influenciado no resultado das eleições. No seu entendimento, há eleitores que só se decidem na última hora e votam em quem acham que vai ganhar. O senador disse que isso já teria ocorrido nas eleições de 2018, inclusive contra ele próprio. E é por isso que decidiu evitar o que qualifica de fake news sobre as intenções de votos.

 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)