Domingo, 14 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2023, 10:52 - A | A

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2023, 10h:52 - A | A

EM CUIABÁ

Compliance Women Committee está realizando seminário sobre os 10 anos da Lei Anticorrupção

Da Redação do O Bom da Notícia

(Foto: Ilustração/Assessoria)

LUCIANA SERAFIM.jpeg

  Coordenadora Regional do CWC, Luciana Serafim

O Compliance Women Committee (CWC), organização internacional de mulheres que atuam em compliance, através da sua regional em Mato Grosso, está realizando nesta quarta-feir(14), o Seminário Sobre os 10 Anos da Lei Anticorrupção.

O evento está acontecendo no auditório da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT), e vai até às 18h, tendo como público alvo profissionais das mais diversas áreas, incluindo advogados, empresários, membros e representantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, servidores públicos, administradores, contadores, estudantes, estagiários, dentre outros.

A OAB/MT é co-realizadora do Seminário, que contará com palestrantes de alto nível, como a Isabel Franco (Embaixadora do CWC e sócia do Azevedo Sette Advogados), Marcia Muniz (Conselheira da Alliance for Integrity, Diretora de Compliance - Latam & Canada da Cisco Brasil), e o Bruno Brandão (Diretor Executivo da Transparência Internacional no Brasil).

A coordenadora regional do CWC, Luciana Serafim, ressalta a importância do debate sobre o tema e análise dos avanços e retrocessos ocorridos.

“Nós temos legislação federal e estadual que exigem que as empresas que contratam com a administração pública tenham o programa de integridade, tendo como principal finalidade a mitigação das práticas de fraude, ilícito, corrupção, e lavagem de dinheiro, na relação público privada. E neste evento teremos a oportunidade de debater se tivemos avanços e se os objetivos legais estão sendo atingidos. Os palestrantes abordarão as experiências vividas no setor público e nas empresas, questões relacionadas as melhores práticas de governança, sanções aplicáveis e acordo de leniência, auditorias e lavagem de dinheiro”.