Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 13 de Março de 2023, 16:00 - A | A

Segunda-feira, 13 de Março de 2023, 16h:00 - A | A

OPOSIÇÃO

José Medeiros detona Congresso e diz que Parlamento 'virou uma grande peça de ficção'

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em entrevista à Rádio Capital FM nesta segunda-feira (13), o deputado José Medeiros (PL, criticou o Congresso ao afirmar que os parlamentares, hoje, não têm representatividade. Em sua opinião, a população tem ficado mais crítica e também mais participativa da vida política.

Prova disto que, hoje, muitas pessoas fazem diversas arguições nas redes sociais sobre o trabalho que os políticos veem realizando, além de lhes fazer duras cobranças.

"O Congresso hoje é uma peça de ficção. O congresso hoje nâo tem representatividade. O eleitor hoje chega na rede social e pergunta para o político o que ele está fazendo, como está o trabalho, e eu acho isso correto", disse.

Ao assegurar que como um dos parlamentares com mais seguidores nas redes sociais, em Mato Grosso, ele toma cuidado para que eles sejam apenas uma ferramenta de opinião.

"Eu eu tomo cuidado para que as minhas redes sociais sejam apenas ferramentas de opinião, mesmo que às vezes sejam um pouco duras. Mas procuro não me envolver com problemas juridídicos, mas mesmo assim minhas redes foram tiradas do ar. Sou o único deputado federal que nâo tem perfil no Twitter", frisou Medeiros.

Só para lembrar - por conta de uma decisâo judicial, em janeiro desde ano-, as contas do perfil do Twitter e Instagram de Medeiros foram retiradas do ar. Sobre isso o parlamentar assegura que não promove ataques pessoais e que usa as redes apenas para emitir sua opinião.

Medeiros - bolsonarista de carteirinha é um dos parlamentares, na Câmara Federal, que faz dura oposição ao governo do PT -, integra a recém criada Frente Conservadora pela Liberdade. “Vamos unir forças para fiscalizar e denunciar os desmandos do governo e esse modelo petista de gestão, que quebrou o país e deixou um rastro de corrupção nas últimas vezes que administraram o Brasil", disse.

“A atual legislatura é composta por parlamentares mais conservadores e a nossa organização é essencial para a discussão de temas importantes para o país e na participação de comissões da Câmara. Não podemos admitir que a direita seja dividida e criminalizada pelo PT. Lula e seus ministros estão tentando, mais uma vez, dividir a população brasileira, incentivar a divisão de classe e calar a oposição", finalizou.