Sábado, 18 de Maio de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2024, 17:43 - A | A

Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2024, 17h:43 - A | A

ELEIÇÃO 2024

Kássio Coelho anuncia pré-candidatura de Fabiana Nascimento à Prefeitura de Chapada dos Guimarães

Evelyn Siqueira/ O Bom da Notícia

Nesta última quarta-feira (24), em conversa com a imprensa, o vereador por Cuiabá, Kássio Coelho (PRD), afirmou que a correligionária e também vereadora em Chapada dos Guimarães, Fabiana Nascimento pode concorrer ao comando da Prefeitura de Chapada. 

“Estivemos conversando com a vereadora Fabiana e também estávamos acompanhando o caso dela. E, graças a Deus ela teve vitória! Ela havia colocado o nome à disposição do partido. Assim, está como vereadora no PRD, mas ela também é pré-candidata à Prefeitura de Chapada, até para dar mais opções para os eleitores, pois quanto mais candidatos melhor!”, disse. 

No dia 21 de dezembro, a vereadora teve o mandato cassado após três dias de sessões extraordinárias. Pautada em denúncia feita pelo secretário do município de Chapada, Gilberto Schwarz de Mello, sob a acusação de ter advogado contra o município, infração que fere a Lei Orgânica da cidade e o regimento da Câmara. Contudo, a denúncia foi desmentida pelo Ministério Público estadual e pelo Conselho de Ética da Ordem dos Advogados de Mato Grosso. Ou seja, as duas instituições descartaram a ilegalidade.

Após a cassação, em 2 de janeiro deste ano, o juiz da Comarca de Chapada dos Guimarães (65 km ao sul de Cuiabá), Renato Filho, determinou a volta imediata de Fabiana Nascimento à Câmara Municipal. Mas deixou em aberto a possibilidade de que pudesse ocorrer outra sessão para reiniciar o procedimento da perda do mandato da parlamentar. 

Mas com a decisão da desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, da Primeira Câmara de Direito Público e Coletivo, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, a ação foi suspensa até o julgamento do mérito pelo colegiado da Corte de Justiça, sob a justificativa de 'risco de grave reparação'.

Na semana passada a Câmara de Vereadores de Chapada recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), que suspendeu o processo de cassação da vereadora Fabiana Advogada (PRD). E o presidente do STF, ministro Luís Roberto Barroso determinou prazo para que a Câmara possa prestar informações sobre o caso.

Ainda na semana passada, no dia 18 de janeiro, o corregedor geral da Justiça de Mato Grosso, desembargador Juvenal Pereira da Silva acatou pedido da vereadora e determinou que o juiz Renato José de Almeida Costa Filho se abstenha de tomar decisões referentes ao processo de cassação da parlamentar.

A cassação deu à Fabiana uma inesperada e positiva visibilidade na mídia e junto ao eleitorado de Chapada. Cristalizando a ideia de que a vereadora foi vítima de violência política de gênero, ancorada em uma perseguição desmedida do secretário Gilberto Mello(PL).