Quarta-feira, 12 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 14 de Novembro de 2020, 17:07 - A | A

Sábado, 14 de Novembro de 2020, 17h:07 - A | A

ELEIÇÕES 2020

Medeiros pede reforço na fiscalização e apoio do exército para coibir compra de votos

O Bom da Notícia

O deputado federal José Medeiros (Podemos), candidato ao Senado, solicitou ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE), desembargador Gilberto Giraldelli, que amplie e intensifique a fiscalização neste domingo (15), data que ocorre as eleições municipais e a suplementar para o Senado da República.

O pedido, que foi protocolado nesta sexta-feira (13), também foi encaminhado para o presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barraso.

Medeiros explica que nesta reta final da campanha eleitoral de 2020 surgiram denúncias de que está havendo movimentação para compras de voto em Mato Grosso, especialmente em Cuiabá.

“Tendo em vista a necessidade de se proteger a democracia e a liberdade de voto de cada cidadão mato–grossense solicitei que o TSE e o TRE reforcem a fiscalização neste domingo para garantir o bom andamento das eleições, com o uso de forças federais de segurança pública e das forças armadas”, pontua o candidato a senador.

O parlamentar, que é vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal, revela que ele e alguns dirigentes do Podemos em Mato Grosso vem recebendo denúncias de uma movimentação para compra de voto no estado, especialmente em Cuiabá.

“As denúncias de abuso de poder econômico, caixa 2 e compra de votos são muitas. Essa eleição casada, ou seja, a suplementar para o Senado junto com a municipal aumentaram a influência financeira de candidatos ao Senado junto a prefeitos e vereadores. Como candidato estou fiscalizando e cobrando mais rigor dos órgãos competentes. Havendo, assim, necessidade de que as instituições fiscalizadoras funcionem no sentido de proteger a democracia e a liberdade de voto de cada cidadão mato-grossense, apela o parlamentar.

O deputado também solicitou ainda que o Exército brasileiro seja convocado para reforçar a segurança das urnas e garantir que não ocorram fraudes eleitorais em Cuiabá e nos outros 140 municípios de Mato Grosso.

O presidente estadual do Podemos, o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, reforça a necessidade urgente de uma fiscalização mais ostensiva para coibir a compra de voto, em particular na disputa municipais.

"Infelizmente ainda existem grupos políticos desprovidos de quaisquer escrúpulos que farão de tudo para vencer as eleições. Sabemos que a democracia não depende só do exercício do voto, na urna, mas também do funcionamento das instituições. Por isso, apelamos para que a Justiça Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral atuem de forma mais ostensiva amanhã para evitar que ocorra um desequilíbrio no pleito eleitoral por conta do derrame de dinheiro”, frisa Niuan Ribeiro.

PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagrou a Operação Eleições, em Mato Grosso. A PRF disponibilizou efetivo para atuar nos deslocamentos rápidos e em regiões de difícil acesso, a fim de garantir o transcurso do pleito eleitoral de forma efetiva e transparente. O objetivo é combater aos crimes eleitorais que possam porventura ocorrer utilizando como palco as rodovias federais, manter a segurança viária e garantir a livre circulação, proporcionando ao cidadão o exercício do direito de voto, neste domingo (15).