Sábado, 18 de Maio de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 25 de Novembro de 2022, 11:18 - A | A

Sexta-feira, 25 de Novembro de 2022, 11h:18 - A | A

EM RECUPERAÇÃO

Senador Wellington Fagundes passa por cirurgia em SP para retirada de um nódulo no rim

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

O senador reeleito Wellington Fagundes (PL) passou por um procedimento cirúrgico no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesta sexta-feira (25), para retirada de um nódulo no rim esquerdo.

Durante a campanha eleitoral ele já demostrava alguns problemas de saúde, precisando ser internado por pelo menos duas vezes, após crises de diverticulite. Não é de hoje que Wellington sofre com com isso, em 2016 o senador foi internado com o mesmo sintomas. Na época Fagundes acompanhava uma sessão de impeachment quando começou a passar mal.

Diverticulite é uma doença intestinal marcada pela inflamação na parede interna do intestino. Ela pode ser leve, provocando sintomas como dor e estufamento da barriga — o tratamento aí costuma envolver remédio para diverticulite, repouso e hidratação.

Conforme divulgado pela assessoria de imprensa do senador, a cirurgia foi bem sucedida e ele se encontra em recuperação em companhia da família.

O senador é acompanhado por uma equipe médica formada pelo urologista Fernando Borges e Edgar Pacheco (médico e amigo pessoal), ambos de Rondonópolis, Gustavo Rodrigues (médico do Senado que já acompanhou o senador durante episódios de diverticulite), e os cirurgiões Rafael Ferreira Coelho e Fernando Cotait Maluf (do corpo clínico do Hospital Albert Einstein).

Ainda não há previsão de alta do parlamentar. 

Veja o comunicado

O senador Wellington Fagundes passou, agora pela manhã (25.11), por um procedimento cirúrgico para retirada de um nódulo no rim esquerdo, recentemente descoberto durante exames de rotina.
Durante a campanha passada, o senador já havia enfrentado alguns problemas de saúde.

Wellington Fagundes está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde é acompanhado por uma equipe médica formada pelo urologista Fernando Borges e Edgar Pacheco (médico e amigo pessoal), ambos de Rondonópolis, Gustavo Rodrigues (médico do Senado que já acompanhou o senador durante episódios de diverticulite), e os cirurgiões Rafael Ferreira Coelho e Fernando Cotait Maluf (do corpo clínico do Hospital Albert Einstein).

A cirurgia foi bem sucedida e o senador Wellington Fagundes se encontra em recuperação em companhia da família. (Da Assessoria)