icon Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

BRASIL & MUNDO - A | + A

22.11.2019 | 19h:21

Deputado cria PL que tira todos os direitos trabalhistas para ironizar Bolsonaro

Por: IG Política

Paulo Ramos arrow-options
PSOL Rio de Janeiro
Paulo Ramos

O deputado Paulo Ramos (PDT-RJ) apresentou um projeto de lei que prevê a eliminação de todos os direitos trabalhistas e previdenciários da população. A proposta, no entanto, é uma ironia a uma declaração do presidente Jair Bolsonaro, em que disse que o trabalhador quer "menos direito e mais emprego". 

Leia também: CPMI das fake news ouvirá general Santos Cruz na próxima terça

"O Presidente da República, Sr. Jair Messias Bolsonaro, tem proclamado algo óbvio que
somente uma oposição irresponsável insiste em não ver. Diz o Sr. Presidente o
seguinte: Quanto menos direitos, mais empregos", ironiza o deputado

"Inferindo, assim, que para que possamos alcançar o pleno emprego, urge eliminar
direitos trabalhistas, concedidos por mandatários populistas e distanciados dos valores
maiores que devem orientar a economia, em homenagem ao futuro do Brasil e em
obediência aos melhores ensinamentos que podemos extrair da Bíblia", completa. 

De acordo com o texto, o projeto destina-se a criar a Política de Pleno Emprego (PPE), que torna "urgente a redução progressiva, até a eliminação, dos direitos trabalhistas e previdenciários" com um prazo de três a quatro anos. 

"Enfim, se ao trabalhador não for conferido nenhum direito, teremos o pleno emprego,
que é o desejável por todos aqueles que não suportam mais ver o sofrimento imposto ao
povo brasileiro", diz o deputado. 

Entre as metas citadas pelo parlamentar, estão a jornada diária de trabalho estendida para até 24 horas e até a eliminação do salário. "Em caso de doença ou acidente de trabalho, poderá o empregador deixar o trabalhador na rua, na praça ou em qualquer logradouro próximo à sede da empresa", diz um trecho do projeto.

"A critério do empregador, o trabalhador poderá fazer a sua refeição, ou quaisquer
outras atividades diversas de suas atribuições, inclusive as destinadas à satisfação de
necessidades fisiológicas, durante o cumprimento e no mesmo local onde cumpre suas
tarefas laborais", diz outro trecho do texto. 

Leia também: Gleisi critica placa do Aliança pelo Brasil: "É a política deles para os pobres"

Na justificativa da proposta, Ramos ainda faz piada com o slogan da campanha de Bolsonaro , "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos". "Quanto maior for a dominação, a supressão de todos os direitos e garantias individuais e coletivas e, o conformismo, mais cedo todos estaremos unidos, gritando, nos campos e nas cidades: Brasil abaixo de tudo e o mito acima de todos", conclui. 



Fonte: IG Política
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

CONFIRA TAMBÉM NESTA SEÇÃO:































INFORME PUBLICITÁRIO





icon COTAÇÕES MT
MILHO DISPONÍVEL R$/sc 29,90
PREÇO DO SUÍNO VIVO R$/kg 4,62
PLUMA DISPONÍVEL R$/@ 79,87
BOI GORDO À VISTA R$/@ 195,11
SOJA DISPONÍVEL R$/sc 78,75
LEITE R$/l 1,08
VACA GORDA À VISTA R$/@ 182,28
Fonte: Imea







logo O bom da notícia

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte;

Copyright © 2018 - O Bom da Notícia - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet