Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

AUTOMÓVEIS Segunda-feira, 10 de Julho de 2023, 13:02 - A | A

Segunda-feira, 10 de Julho de 2023, 13h:02 - A | A

BYD Dolphin faz rivais cortarem preços de compactos elétricos

Carros

Por R$ 149.800, Dolphin não é o mais barato, mas aposta em qualidade de materiais e espaço interno para superar rivais
Divulgação

Por R$ 149.800, Dolphin não é o mais barato, mas aposta em qualidade de materiais e espaço interno para superar rivais

A chegada do Dolphin , modelo mais acessível da BYD para o mercado brasileiro pegou suas rivais desprevenidas. O compacto elétrico é maior que os modelos de entrada do segmento no Brasil e chegou com preço agressivo, visando o Renault Kwid E-Tech , mas foram outras fabricantes chinesas que se mexeram para tornar seus modelos mais acessíveis.

Lançado por R$ 148.900, o Dolphin mede 4,12 metros de comprimento e 2,72 m de entre-eixos e é equipado com um motor elétrico de 95 cv de potência e 18,3 kgfm de torque e baterias de 44,9 kWh , suficientes para 291 km de autonomia , já no padrão do inmetro.

A primeira fabricante a contra-atacar foi a Jac , que oferece o E-JS1 . Apesar de não perder o posto de “ carro elétrico mais barato do Brasil ”, a chegada do novo rival fez a Jac reduzir os preços de R$ 145.900 para R$ 139.900 .

Jac E-JS1 foi desenvolvido em parceria com a Volkswagen chinesa
Divulgação

Jac E-JS1 foi desenvolvido em parceria com a Volkswagen chinesa

O E-JS1 mede 3,65 metros de comprimento e possui entre-eixos de 2,39 m , as baterias são de 30,2 kWh e a autonomia do modelo é de 302 Km , porém, essa autonomia é no ciclo NEDC , utilizado na China, enquanto o novo rival já apresenta o padrão nacional. O motor entrega 62 cv de potência e 15,3 kgfm de torque.

A mesma faixa de preço agora é ocupada pelo Caoa Chery iCar . Menor ainda que seus rivais, o subcompacto mede 3,20 metros de comprimento e 2,15 m de distância entre os eixos . Disparado o menor do segmento, o iCar é equipado com um motor elétrico de 61 cv e 15,3 kgfm de torque . As baterias são de 30,8 kWh e garantem 197 km de autonomia , já no padrão determinado pelo Inmetro.

Tamanho compacto faz do iCar uma ótima opção para grandes cidades, mas ainda é caro
Divulgação

Tamanho compacto faz do iCar uma ótima opção para grandes cidades, mas ainda é caro

Com os novos preços praticados, o subcompacto da Caoa Chery agora parte de R$ 139.990 na cor branca e R$ 140.290 na cor cinza, descontos de R$ 10 mil nas duas opções.

Quem não anunciou nenhuma mudança nos preços para seu elétrico de entrada foi a Renault, que segue oferecendo o Kwid E-Tech por R$ 149.990 . Lançado em abril de 2022, o modelo custava R$ 142.990 , e foi justamente o seu lançamento que fez a Jac reduzir o preço do E-JS1 .

Renault Kwid E-Tech é a principal arma da Renault na popularização de elétricos, mas custa mais do que o dobro da versão a combustão
Guilherme Menezes/ iG Carros

Renault Kwid E-Tech é a principal arma da Renault na popularização de elétricos, mas custa mais do que o dobro da versão a combustão

O Kwid elétrico aproveita a maior parte de elementos possíveis do Kwid a combustão, com as diferenças ficando na grade frontal, que é fechada e abriga o plug de recarga. A motorização é de 65 cv e 11,5 kgfm de torque. Aliados à bateria de 26,8 kWh garantem 185 km de autonomia, já no ciclo do Inmetro, assim como o BYD Dolphin e Chery iCar .

Em termos de dimensões o Kwid mede 3,73 metros de comprimento , 2,42 de entre-eixos , maior que iCar e E-JS1 , e menor que o Dolphin , que custa R$ R$ 1.090 a menos.

Fonte: Carros