icon Terça-feira, 15 de Junho de 2021

BRASIL & MUNDO Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019, 10:42 - A | A

Bolsonaro nega reforma ministerial e classifica parte da imprensa como "podre"

IG Política

bolsonaro sorrindo arrow-options
Agência Brasil
Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais na manhã desta sexta-feira (22) para desmentir a informação de que uma reforma ministerial retiraria os cargos de Abraham Weintraub ( Educação ), Onyx Lorenzoni ( Casa Civil ) e Marcelo Álvaro Antônio ( Turismo ).

A informação, divulgada com exclusividade pelo portal Vortex, afirmava que a minirreforma  do Governo Bolsonaro havia sido pensada para o começo de 2020, mas a crise no PSL e a criação de um novo partido aceleraria a mudança desses três cargos.

Leia também: Aliança pelo Brasil: O que pode acontecer com o partido de Bolsonaro

Além de negar a suposta mudança, Bolsonaro informou que os veículos de comunicação que replicam a notícia têm "intuito de passar a mensagem de que no Governo impera a desordem". O presidente afirmou, ainda, que o Governo está "indo muito bem, apesar dessa banda podre da imprensa".

Lorenzoni utilizou as redes para replicar a mensagem de Bolsonaro por meio de um print. Weintraub e Álvaro não se pronunciaram sobre o assunto.



Fonte: IG Política


Imprimir

Comentários