Domingo, 21 de Julho de 2024

CIDADES Sexta-feira, 20 de Outubro de 2023, 09:19 - A | A

Sexta-feira, 20 de Outubro de 2023, 09h:19 - A | A

ONDA DE CALOR

Cuiabá poderá quebrar recorde histórico de temperatura nos próximos dias

Da Redação do O Bom da Notícia com Assessoria

Cuiabá, conhecida nacionalmente por seu calor intenso, se prepara para enfrentar temperaturas que desafiam até mesmo os padrões locais. Na última quarta-feira (18), o Instituto Nacional de Meteorologia registrou uma máxima de 42,6ºC, e a previsão é de um aumento ainda mais significativo nos próximos dias, podendo até mesmo superar o recorde histórico de calor da cidade.Segundo informações da MetSul Meteorologia, neste mês de outubro a capital mato-grossense tem sofrido com temperaturas muito acima da média, resultado de um setembro que foi o mais quente já registrado tanto no Brasil como na América do Sul. Desde o início do último mês, Cuiabá tem enfrentado uma série de tardes escaldantes, com máximas atingindo ou superando os 40°C.O esperado calor desta estação do ano é acentuado pelas maiores médias mensais de temperatura máxima, que ocorrem no trimestre de agosto, setembro e outubro, no final da estação seca da região. As médias históricas indicam que setembro costuma ser o mês mais quente, com uma média mensal máxima de 35,6°C, seguido por outubro com 35,1ºC e agosto com 34,7°C.A estiagem sazonal da região, resultando em baixos índices de umidade relativa do ar, contribui para a persistência do calor. Em setembro, poucas vezes a umidade mínima ultrapassou os 20%, enquanto em outubro, ela oscila entre 20% e 30%, com alguns dias registrando menos de 20% de umidade. Além disso, o fenômeno El Niño, que traz chuvas extremas no Sul e seca histórica na Amazônia, tem impacto direto no Centro do Brasil, resultando em temperaturas muito acima do normal. Comparando com o ano anterior, setembro e outubro tiveram temperaturas significativamente mais amenas em Cuiabá. Em 2022, o fenômeno atuante no Pacífico era a La Niña.Um terceiro fator a ser considerado é o aquecimento global. Desde julho, todos os meses têm registrado temperaturas recordes em todo o mundo. Setembro de 2023 foi 0,5ºC mais quente do que o setembro mais quente já registrado no planeta, um aumento que preocupa os cientistas.Um estudo da World Weather Attribution (WWA) mostrou que as ondas de calor em agosto e setembro na América do Sul, incluindo Cuiabá, tornaram-se cem vezes mais prováveis devido às mudanças climáticas.As previsões da MetSul Meteorologia indicam que Cuiabá pode enfrentar temperaturas espantosamente altas nos próximos dias, com máximas entre 41ºC e 45ºC. Existe a possibilidade real de quebrar o recorde histórico de máxima na cidade, que é de 44,0ºC, registrado em 30 de setembro de 2020, durante uma onda de calor que afetou vários países da América do Sul. O calor em Cuiabá, nos próximos dias, será verdadeiramente desafiador.