Segunda-feira, 20 de Maio de 2024

CIDADES Domingo, 25 de Fevereiro de 2024, 09:07 - A | A

Domingo, 25 de Fevereiro de 2024, 09h:07 - A | A

MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL

Exposição de réplica de dinossauros é prorrogada para março

O Bom da Notícia/ com assessoria

O Museu de História Natural de Mato Grosso prorrogou por mais uma semana a mostra Vale dos Dinossauros. O novo prazo de encerramento é dia 03 de março.A exposição conta com dez réplicas de dinossauros construídas em tamanho real, instaladas em meio à natureza do espaço cultural. Em apenas uma semana, mais de cinco mil visitantes passaram pelo local. A atração tem entrada gratuita.  

Entre os visitantes mais presentes estão famílias e grupos escolares. "Estamos muito felizes com a repercussão da exposição. É uma visibilidade importante, muitos visitantes estão vindo pela primeira vez. E, para permitir que ainda mais pessoas tenham a oportunidade de apreciar essa experiência, decidimos estender o prazo por mais uma semana. Essa é uma chance a mais para aqueles que ainda não puderam visitar", destaca a coordenadora do Museu de História Natural, Enir Maria Silva. A mostra se encerraria neste domingo (25.02).

 

A exposição Vale dos Dinossauros traz dez réplicas de dinossauros que habitaram a terra há 70 milhões de anos, na Era Mesozóica. Entre eles há o Tiranossauro Rex ou T-Rex, considerado um dos predadores mais imponentes da história dos dinossauros. 

A mostra, que já circulou por outras cidades mato-grossenses, é realizada pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) com execução do Instituto Mato-grossense de Desenvolvimento Humano.

O Museu de História Natural também mantém de forma permanente duas réplicas de esqueleto de dinossauros em tamanho real. Ambas ficam instaladas na extensa área verde do espaço cultural, que está localizado às margens do rio Cuiabá.

Uma das réplicas traz um dinossauro do grupo saurópode, conhecidos por serem herbívoros e terem pescoços longos. A réplica tem 20 metros de comprimento e 3,5 metros de altura, considerada a maior do Brasil. A outra réplica de esqueleto é do Pycnonemosaurus nevesi, uma espécie de dinossauro carnívoro que possui 2,20 metros de altura e 7 metros de comprimento.


O Museu de História Natural de Mato Grosso, sob a gestão do Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais desde 2006, é um dos equipamentos culturais da Secel-MT.