Sábado, 20 de Julho de 2024

CIDADES Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 14:22 - A | A

Terça-feira, 15 de Agosto de 2023, 14h:22 - A | A

EM SEIS MESES

Hospitais Regionais realizaram 300 mil procedimentos eletivos para acelerar atendimentos

O Bom da Notícia/com Assessoria

Os oito Hospitais Regionais geridos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) realizaram um total de 300 mil atendimentos eletivos, entre consultas, cirurgias e exames, nos primeiros seis meses de 2023. Os procedimentos aceleraram o atendimento da população dos 141 municípios do Estado que aguardam por algum serviço via Sistema de Regulação. 

“Nossos hospitais estão empenhados em atender de forma célere e qualificada os pacientes que aguardam na Regulação do Sistema Único de Saúde (SUS). Com esse esforço contribuímos, por exemplo, com os consórcios e municípios que já aderiram ao programa Fila Zero na Cirurgia, cujo objetivo é eliminar a demanda reprimida no Estado”, explicou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo. 

Durante o primeiro semestre do ano, os Hospitais Regionais de Sinop, Colíder, Alta Floresta, Cáceres, Rondonópolis, Sorriso, o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, e o Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, realizaram 11.593 consultas, 92.854 cirurgias e 195.554 serviços de Apoio Diagnóstico Terapêutico (SADT), que inclui procedimentos e exames ambulatoriais.

As especialidades atendidas foram na área de cirurgia-geral, cirurgia bariátrica, clínico-geral, cardiologia, ortopedia, ginecologia, pediatria, neurocirurgia, obstetrícia, pneumologia, otorrinolaringologia, bucomaxilofacial, ecocardiografia, mamografia, urologia, entre outras.

Apesar dos oito hospitais não integrarem o programa Fila Zero na Cirurgia, as unidades de saúde estão investindo em mutirões e outras estratégias para atender os pacientes regulados. “Não há dúvida de que a união de esforços entre municípios, consórcios e Hospitais Regionais irão convergir para o propósito da iniciativa, que é zerar a fila de espera por atendimento eletivo”, afirma Gilberto. 

Fila Zero na Cirurgia

O programa Fila Zero na Cirurgia investe até R$ 200 milhões em incentivo para a realização de procedimentos hospitalares e ambulatoriais eletivos de média e alta complexidade em Mato Grosso. 

A ação tem o objetivo de reduzir a fila de espera por procedimentos eletivos no Estado por meio de parcerias; a meta é ultrapassar 29.160 consultas, 33.686 exames e 29.239 cirurgias. 

O programa tem duração de 12 meses, podendo ser prorrogado. São elegíveis para o programa as unidades públicas de saúde municipais e estaduais, unidades privadas e filantrópicas, associações denominadas como consórcios e parceiros (como o MT Saúde).