Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

CIDADES Domingo, 23 de Junho de 2024, 09:14 - A | A

Domingo, 23 de Junho de 2024, 09h:14 - A | A

CINECLUBE CIDADÃO

Instituto INCA fomenta sala de cinema com exibições de filmes gratuitos em municípios de MT

Da Redação do O Bom da Notícia com Assessoria

Municípios que sonham e mal podiam imaginar em ter uma sala de Cinema, agora estão exibindo filmes de graça para as comunidades, com direito a pipoca tradicional, também gerando renda com a pipoca gourmet. A população dos municípios de Juara, Marcelândia, Ribeirãozinho e Porto dos Gaúchos “ganharam as telas”, com o projeto social Cineclube Cidadão, realizado pelo Instituto INCA-Inclusão, Cidadania e Ação, em parceria com as respectivas Câmaras Municipais, além da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), que cederam espaço para as sessões de filmes, patrocinado pela Secretaria de Estado, Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

E nesta sexta-feira (21.06) teve exibição do filme “O Bem Amado”, um clássico do cinema brasileiro, na Festa Junina da Unemat de Juara.

E nos demais municípios as sessões para o fim do mês de junho serão destinadas aos idosos, com o filme mato-grossense “A Velhice Ilumina o Vento”, com roteiro e direção de Juliana Segóvia. A Velhice Ilumina o Vento conta a história de Valda, mulher preta, idosa, periférica, trabalhadora doméstica da cidade de Cuiabá. Mulher forte, cuiabana do “pé rachado”, Valda subverte em seu cotidiano o paradigma da velhice estigmatizada.

Este é um trabalho que visa proporcionar momentos de lazer, cultura, entretenimento e informação, além de economia criativa com a pipoca gourmet, bem como a oportunidade de fomentar filmes mato-grossenses, por exemplo. É patrocinado pelo Governo do Estado de Mato Grosso, via emenda parlamentar impositiva do deputado estadual Dilmar Dal Bosco.

“O Cineclube Cidadão já é uma realidade nos quatro municípios contemplados. O mais interessante é a variedade dos temas trabalhados em cada região, fruto do trabalho realizado durante as capacitações, já que nosso foco sempre foi atender as necessidades de cada município. Já tivemos sessões com temática indígena, histórica, sessões com filmes mato-grossenses, teve até uma sessão para um público de famílias atípicas. É um projeto inovador, que proporciona entretenimento e aprendizado nessas cidades”, destaca a coordenadora do projeto, Nariel Iatskiu.

Para que este sonho fosse real, o projeto selecionou profissionais, por meio de Edital de contratação, para a formação de seis cinceclubistas de cada município participante, que fizeram uma imersão no audiovisual com Palestras e Oficinas: palestra da cineasta Juliana Segóvia Moreira e Oficinas de Cineclubismo e Curadoria com Diego Baraldi de Lima, para a definição de público alvo; de Empreendedorismo, com Túlio Mendes Barbosa; de Marketing e Mídias Digitais, com Jhony Falasqui Arisi, para a divulgação e redessociais; e de Pipoca Gourmet, com Willian Nascimento Santos, para a geração de renda e manutenção desses Cineclubes. Também estão sendo fornecidos os equipamentos necessários para a realização das projeções.

O projeto deve acontecer com assistência da produção durante três meses. A capacitação iniciou no mês de março, com dois dias sendo presencial, em Cuiabá, e segue de forma virtual, acompanhando o desenvolvimento dos Cineclubes em cada município.

O projeto encerrará com o “1º Fórum de Câmaras Cineclubistas de MT”, de forma virtual, visando a troca de experiências, contribuindo com o crescimento dos projetos e dos participantes.

O projeto tem como objetivo preparar as pessoas para assistir filmes, debater sobre eles, ao final da exibição gratuita, de modo a se criar uma cultura crítica a respeito de como os filmes são feitos, bem como sobre seus respectivos conteúdos. E as Câmaras Municipais terão o papel fundamental de ajudar a cuidar da continuidade da proposta, junto dos cineclubistas.