Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

CIDADES Quarta-feira, 06 de Março de 2024, 10:43 - A | A

Quarta-feira, 06 de Março de 2024, 10h:43 - A | A

CENTRO-OESTE

Prêmio Cora recebe textos para publicação sobre produção audiovisual feminina

Da Redação do O Bom da Notícia

Criado em 2020 pelo Mercado Sapi para valorizar as mulheres roteiristas e diretoras do centro do país, a publicação do Prêmio Cora recebe até o dia 10 de março textos para compor o livro Águas Correntes, uma produção audiovisual feminina do Centro do Brasil.

A publicação, inédita nesse tipo de abordagem, reunirá artigos que provoquem a reflexão sobre o trabalho desenvolvido por mulheres roteiristas e diretoras do centro-oeste e será o primeiro passo de um extenso trabalho de pesquisa sobre a produção audiovisual feminina da região. 

A partir de documentos históricos, fotos, catálogos e entrevistas, a pesquisa visa reconstruir o mosaico composto por obras criadas por mulheres em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal. Assim, será possível não só mapear, como refletir sobre a produção feminina que é constantemente sub-representada nos registros oficiais e pesquisas.

O livro está sendo organizado por três mulheres atuantes e reconhecidas no mercado audiovisual do centro-oeste. Ceiça Ferreira, doutora em Comunicação pela Universidade de Brasília (UnB), professora e pesquisadora do Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e fundadora e diretora do Cineclube Maria Grampinho, do Sertão Negro Ateliê e da Escola de Artes.

Cindy Faria que é graduada em Cinema e Audiovisual também pela UEG, trabalha como técnica e editora de som e é pesquisadora nas áreas de gênero e sexualidade no audiovisual, bem como de cinema goiano. Lidiana Reis é graduada em Cinema e Audiovisual pela UEG, pós-graduada em Gestão Cultural e é produtora de cinco longas-metragens. Lidiana ainda coordena o Mercado Sapi existente desde 2014 e de onde surgiu, aliás, o Prêmio Cora, premiação que visa impulsionar a criação de projetos de curta-metragem, longa-metragem e séries de TV.

Em sua quarta edição em 2023, o Cora recebeu inscrições de 90 projetos de todo o centro-oeste.

Pesquisa sobre produção audiovisual feminina

A pesquisa iconográfica realizada para o livro resultará também na criação de um acervo de imagens e entrevistas sobre diretoras, roteiristas e obras da região, além de uma exposição relacionada à temática.

A pesquisa ainda dará origem a uma série de entrevistas em vídeo e áudio com realizadoras audiovisuais expoentes, elencadas no processo de pesquisa do livro, sobre suas obras e processos criativos.

Por fim, pesquisadoras do centro-oeste que estudam sobre a intersecção entre gênero e audiovisual serão convidadas para propor reflexões sobre um futuro possível para o cinema realizado por mulheres.

A publicação foi um projeto contemplado pelo edital de fomento ao Patrimônio Material e Imaterial do Fundo de Arte e Cultura de Goiás do Estado de Goiás em 2023 e é uma realização da Sol a Pino Filmes, por meio do Prêmio Cora de Audiovisual.

Mais informações sobre as regras para a submissão de textos estão disponíveis em mercadosapi.com/premio-cora