CIDADES Sábado, 07 de Dezembro de 2019, 18:00 - A | A

REDUÇÃO HOMICÍDIO

Reduz 14% o número de homicídios em Mato Grosso

Vivian Nunes - Especial para O Bom da Notícia

Em Mato Grosso, o crime de homicídio diminuiu 14% entre os primeiros dez meses de 2019. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Públcia (Sesp-MT), por meio da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceac), dentro desse período houve 678 mortes confirmadas, 107 a menos que no ano passado, quando foram confirmadas 785 mortes nesse mesmo período.

 

De acordo com o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Paulo Fortes, a redução do crime se resulta em um trabalho intensificado que vem sendo feito em todo em todo o estado de Mato Grosso, pelo monitorando da secretaria semanalmente esses índices, junto com a Polícia Militar e a Polícia Civil. “As apurações por parte da Polícia Judiciária Civil e a prevenção por parte da Polícia Militar ajudam a combater esses crimes pontualmente”, destaca.  

 

O crime de homicídio diminuiu 14% entre os primeiros dez meses de 2019

A contribuição da sociedade por meio de informações e denúncias tem ajudado bastante na elucidação dos crimes. Na medida que eles denunciam a prática desses crimes, a facilidade das forças de segurança de finalizar o caso é maior. “A população de forma em geral tem receio, mas hoje nós temos vários instrumentos de disque-denúncia que a pessoa consegue denunciar e prestar alguma informação para a polícia, preservando sua identidade. Com isso ela acaba perdendo o receio e quando ela vê que a denúncia dela se resulta em uma possível elucidação do crime ou até mesmo em uma prisão, ela vai adquirindo confiança no trabalho e isso é muito importante para nós”, ressalta o coronel.

 

Cuiabá registrou neste ano, vários crimes brutais de homicídio. Um deles envolveu uma mulher, usuária de droga. Ela foi encontrada morta na quarta-feira (20), em uma casa no bairro Bandeirantes, na capital. O autor do crime, também usuário de droga, confessou o crime dizendo que a vítima fazia programas sexuais para sustentar o vício, e durante o encontro dos dois, tiveram um desentendimento financeiro, no qual teria motivado o homicídio. 

 

Apesar da redução e de grande parte dos homicídios no estado ter usuários de drogas como vítimas, na maioria das vezes o crime pode ser causado por motivos banais, como desentendimentos por outros fins ou vingança. 

 

No interior do estado as operações também foram intensificadas para esse combate na redução. O secretário diz ainda que o trabalho segue ostensivo para impedir que a criminalidade aumente. 

 

“Temos deflagrado operações não só nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, mas também em outras Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp), que abrangem as 141 cidades. Nosso foco tem sido trabalhar em frentes ostensivas e repressivas para impedir o avanço da criminalidade. Cada instituição que compõe o sistema de segurança pública tem se dedicado para melhorar os índices criminais, seja atuando na parte ostensiva, de investigação ou perícia e estas ações diárias refletem na queda nos registros nos crimes contra a vida e patrimoniais”, diz o secretário adjunto.



Imprimir

Comentários