Sábado, 15 de Junho de 2024

O BOM DA VIDA Terça-feira, 15 de Dezembro de 2020, 08:16 - A | A

Terça-feira, 15 de Dezembro de 2020, 08h:16 - A | A

SERVIÇOS GRATUITOS

Pessoas em vulnerabilidade social reconstroem histórias em Cuiabá

O Bom da Vida

Implantado pela Prefeitura de Cuiabá em parceria com a Defensoria Pública e Ministério Público Estadual, o “Hotel Albergue”, segue no atendimento as pessoas em situação de vulnerabilidade social as protegendo da disseminação do novo Coronavírus.

A iniciativa, que conta com o acompanhamento direto da primeira dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, possibilita ainda que os acolhidos tenham acesso a documentação. A iniciativa abarca ações de emissão de registro geral (RG) e da certidão de nascimento, por meio de um trabalho realizado pela equipe da Defensoria Pública e da Perícia Oficial e de Identificação Técnica (Politec).

Quem não conseguia esconder tamanha satisfação de receber a carteira de identidade na manhã de hoje (14), foi o senhor Benedito da Silva, 51 anos. Ele que está no Hotel há pouco mais de um mês.

Com o documento, ele tem a expectativa de conseguir retornar ao mercado de trabalho. O próximo passo será buscar uma qualificação. “Agora com a minha identidade será mais fácil até para procurar uma oportunidade do mercado de trabalho. Sem isso, não conseguimos ter acesso a nada”, agradeceu Benedito.

Graças a parceria, mais de cinquenta pessoas já foram contempladas com a documentação, seja na busca das certidões junto aos cartórios e confecção de identidades. Além também da regularização de documentos dos estrangeiros, sendo esse um trabalho em parceria com a Pastoral de Imigrantes.

Levantamento da Assistência Social aponta que pelo menos dez imigrantes foram atendidos, entre cubanos, venezuelanos, colombianos e haitianos.

Hoje, a unidade de acolhimento do município, sob a coordenação da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, abriga 77 pessoas em risco de vulnerabilidade social.

“Estamos trabalhando para devolver a cidadania dessas pessoas, além também do resgate da dignidade. Com a documentação, é possível o acesso para recebimento do auxílio emergencial ofertado pelo Governo Federal. Só temos a agradecer essa importante ajuda realizada pela Defensoria Pública”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira.

No “Hotel Albergue” são executados os mesmos procedimentos aplicados nas unidades municipais, com regras e normas a serem seguidas e respeitadas pelos acolhidos.

FUNCIONAMENTO- Além do acesso a documentação, são oferecidos cortes de cabelo, todas às segundas e terças. E nas terças e quintas, a equipe do Consultório da Rua (da Secretaria Municipal de Saúde) realiza atendimentos médicos, com encaminhamentos para exames e entrega de medicamentos, quando necessário.

Ainda conforme a secretária, são atendidas na unidade pessoas que já encontravam-se em situação de vulnerabilidade social e acompanhadas por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

ALBERGUES MUNICIPAIS- Já nas demais unidades de acolhimento da Prefeitura de Cuiabá (três albergues municipais), as vagas são destinadas as pessoas em trânsito ou que vieram para Cuiabá e não conseguiram mais retornar a seus domicílios.

“A distribuição das vagas é realizada de acordo com o perfil de cada pessoa. Na sequência é realizado o encaminhamento às unidades dos Centros de Referência Especializado em Assistência (Creas), tanto do Centro como da Morada do Ouro”, esclareceu a secretária.

Hellen pontuou ainda sobre a necessidade em conseguir encaminhá-los para uma das unidades de acolhimento e fazer com que elas entendam e percebam a importância do isolamento social nesse momento de enfrentamento ao novo Coronavírus. “Quero aqui esclarecer que, muito mais que o aceite da pessoa em situação rua, nossa missão é conseguir fazer com que ela permaneça em uma de nossas unidades de acolhimento. Todos os dias ocorrem desligamentos voluntários devido a dificuldade de permanecer em isolamento social. Por isso, o número muda de um dia para o outro conforme as ações de acolhimento e desligamento”, reforçou Ferreira.

“Esse trabalho de sensibilização é permanente, sendo realizado por meio do Projeto Quero te Conhecer com ações feitas pela equipe de abordagem nos principais pontos de concentração dessas pessoas. É meta do nosso prefeito Emanuel Pinheiro e da nossa primeira-dama Márcia Pinheiro oferecer acolhimento para o maior número possível de pessoas em risco de vulnerabilidade social. Sabemos que muitos ainda são resistentes, mas com esse trabalho contínuo, aos poucos, vamos alcançando os resultados esperados”, finalizou.