Sábado, 18 de Maio de 2024

O BOM DA VIDA Sexta-feira, 25 de Novembro de 2022, 09:53 - A | A

Sexta-feira, 25 de Novembro de 2022, 09h:53 - A | A

ENTRADA SOLIDÁRIA

Pianistas interpretam clássicos a quatro e oito mãos no Sesc Arsenal

Recital é uma homenagem ao 30º aniversário do Conservatório Musical Dunga Rodrigues

O Bom da Notícia/ com assessoria

Sob as luzes do teatro do Sesc Arsenal, em Cuiabá, quatro pianistas se encontram para dividir dois pianos. No programa, interpretações de peças de Mozart, Tschaikowsky, Rachmaninoff e outros clássicos da música erudita em uma performance ousada a quatro e oito mãos. O recital ‘E assim se passaram trint’anos’, será apresentado neste sábado (26), às 20h. 

 O musical é uma iniciativa do Sistema Fecomércio-MT, promovida por meio do Serviço Social do Comércio (Sesc-MT), em parceria com a Plaenge. O evento é uma homenagem ao 30º aniversário do Conservatório Musical Dunga Rodrigues, fundado pela pianista cuiabana Profª Edith Barros Seixas. A escola segue em plena atividade formando músicos que dão sequência ao legado de musicistas pioneiros, responsáveis por abrir caminho no universo das artes. 

O diretor regional do Sesc-MT, Carlos Rissato, comemora a realização do recital e acredita que será uma oportunidade para o público conhecer nomes importantes da música clássica. “É uma imensa satisfação receber esse evento no Sesc Arsenal, que valoriza os talentos regionais e amplia o repertório musical erudito dos espectadores”, afirma Rissato.  

Um dos pontos altos do espetáculo será protagonizado por Ébe Sofia, Dyessa Karla, Denise Tomé e Islaine de Oliveira que tocarão a oito mãos a ‘Dança de Anitra’ e ‘No salão do rei da montanha’, escritas pelo pianista e compositor norueguês Edvard Grieg. Músicos convidados contracenam com os pianistas em alguns concertos. Dalva Lucia Silva Duarte escolheu ‘Baroque and Blue’ de Claude Bolling, compositor e pianista francês que escreveu seu nome na história com canções que têm forte influência do jazz. Ela tocará ao lado do maestro e flautista Fabrício Carvalho, do contrabaixista Jhon Stuart e do baterista Marcos Leite.  

A entrada é solidária, sendo dois quilos de alimentos não perecíveis para o projeto Sesc Mesa Brasil. A ação atua dentro do pilar de assistência do Sesc-MT e tem como objetivo combater a fome e o desperdício de alimentos por meio do atendimento a entidades sociais no estado devidamente cadastradas na instituição.  

Sobre o Sesc-MT 

Desde 1947, o Sesc-MT promove ações socioeducativas destinadas ao bem-estar social e a qualidade de vida dos trabalhadores do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, de seus familiares e da comunidade em geral. As ações desenvolvidas estão distribuídas nos seguintes programas: educação, saúde, cultura, lazer a assistência. Atualmente, o Sesc-MT administra 21 unidades fixas no estado e quatro unidades móveis que circulam pelos municípios do interior.  

Sobre o Sesc Mesa Brasil 

O Sesc Mesa Brasil é um projeto nacional e se tornou referência no pilar social após ser reconhecido como a maior rede de banco de alimentos da América Latina. A ação utiliza o método da colheita urbana, coletando periodicamente alimentos excedentes em boas condições de consumo. Os alimentos têm as centrais do Sesc como destino e são encaminhadas para as unidades operacionais do projeto em Cuiabá e Rondonópolis, onde são realizadas a triagem e o encaminhamento das doações para as instituições cadastradas. 

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.