Sábado, 25 de Maio de 2024

POLÍCIA Quarta-feira, 15 de Maio de 2024, 15:37 - A | A

Quarta-feira, 15 de Maio de 2024, 15h:37 - A | A

INTERIOR DE MT

Autores de tentativa de homicídio em padaria de Juína são presos em flagrante

O Bom da Notícia/com Assessoria

A equipe policial da Delegacia de Juína prendeu em flagrante, na tarde de terça-feira (14.05), dois suspeitos de uma tentativa de homicídio ocorrida na noite de segunda-feira, próximo à rodoviária da cidade.

A vítima, de 55 anos, foi atingida por disparos de arma de fogo quando estava em seu trabalho e socorrida por uma equipe do Samu, encaminhada a uma unidade de saúde, onde passou por cirurgia de emergência. Após a cirurgia, ele foi levado para a unidade de terapia intensiva, onde aguarda transferência para Cuiabá. O estado de saúde, segundo o último boletim médico, é considerado gravíssimo.

A equipe de investigação apurou que dois homens chegaram ao local em uma motocicleta azul. Um deles desceu, entrou na padaria onde a vítima trabalhava e fez os disparos. Em seguida, voltou para a motocicleta, onde o piloto o aguardava, e depois fugiram.

Logo após a comunicação da ocorrência, os investigadores realizaram diligências em busca dos suspeitos. Imagens de câmera de videomonitoramento foram analisadas e auxiliaram na identificação dos autores do crime.

Em uma residência no bairro Módulo 06, os policiais civis localizaram W.C.S., de 28 anos, suspeito de efetuar os disparos. Quando percebeu a chegada da Polícia, ele quebrou o aparelho celular e ao receber voz de prisão, tentou negar na frente de sua mãe que teria saído de casa, dizendo ter permanecido a noite toda na residência, mas a mulher negou a informação.

A equipe de investigação continuou as buscas pelo piloto da motocicleta. O veículo foi encontrado no quintal da casa do suspeito, contudo, ele não estava no local. L.C.B.F., de 24 anos, foi localizado na obra do Hospital Regional, onde foi preso.

O segundo suspeito confirmou que estava pilotando a motocicleta e que W.C.S. foi o responsável pelos disparos. Ele disse ainda ter sido obrigado a pilotar o veículo porque tem dívidas com uma facção criminosa e informou onde deixou as roupas usadas no momento do crime e todo o trajeto feito momentos antes e depois da tentativa de execução.

A Polícia Civil continua com a investigação para esclarecer a motivação do crime ainda e localizar a arma de fogo utilizada.