Sábado, 25 de Maio de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 02 de Abril de 2024, 07:59 - A | A

Terça-feira, 02 de Abril de 2024, 07h:59 - A | A

OPERAÇÃO

Polícia cumpre mandados contra envolvidos em homicídio de pai e filha

Da Redação do O Bom da Notícia com Assessoria

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Barra Garças, deflagrou na manhã desta terça-feira (02), a Operação Zayra para cumprimento de 18 ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão contra uma organização criminosa envolvida nos homicídios de pai e filha e em uma tentativa de homicídio, ocorridas no município.

As ordens judiciais, sendo oito mandados de prisão e 10 de busca e apreensão, são cumpridos nas cidades de Aragarças (GO), Goiânia (GO), Aparecida de Goiânia (GO) e no Rio de Janeiro (RJ), mais especificamente no bairro Complexo da Maré. A ação operacional conta com o apoio do Grupo de Atuação Especial Contro ao Crime Organizado (Gaeco) de Barra do Garças, Polícia Militar de Aragarças (GO), Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Denarc e Polícia Penal do Rio de Janeiro(RJ).

O crime que vitimou João Vitor Menez Soares, de 22 anos e sua filha de apenas 02 anos de idade, ocorreu no dia 09 de fevereiro de 2024, na residência da família, no bairro Jardim Nova Barra. Na ocasião, dois homens em um veículo estacionaram nas proximidades da residência, entraram na casa, alvejaram as vítimas e fugiram em seguida.

A esposa da vítima também foi alvejada e se deslocou em carro próprio até a UPA para prestar socorro à filha de 02 anos, porém a criança não resistiu e chegou em óbito na unidade de saúde.

Assim que foi acionada dos fatos, a equipe da Delegacia de Barra do Garças iniciou as diligências para apuração do crime, possivelmente motivado por acerto de contas entre membros de organização criminosa.

Com a evolução das investigações, realizadas com empenho e técnicas policiais, foi possível chegar a identidade dos envolvidos, dentre eles, autores, partícipes e demais pessoas que colaboraram para a empreitada criminosa.

Provas da participação de alguns dos envolvidos foram robustecidas com o avanço das investigações, dentre elas, a localização do veículo usado para a fuga dos investigados que participaram direto da execução.

Com base nos elementos colhidos e provas técnicas, foi representado pelas ordens judiciais de prisão e busca e apreensão contra os investigados, que foram deferidas pela Justiça.


Zayra

O nome da operação tem o significado de ingenuidade e pureza, e faz referência a criança de 2 anos de idade, executada a tiros, simplesmente por estar nos braços do seu pai que tinha envolvimento com o crime organizado.