Segunda-feira, 20 de Maio de 2024

POLÍCIA Quarta-feira, 27 de Março de 2024, 13:52 - A | A

Quarta-feira, 27 de Março de 2024, 13h:52 - A | A

EM SINOP

Suspeito de agredir motoboy é preso pela PM com arma de fogo

O Bom da Notícia/ com assessoria

Policiais militares de Sinop prenderam um homem de 38 anos por ameaça e lesão corporal, na noite desta terça-feira (26.03), no município. O suspeito foi preso em sua residência com uma arma de fogo após ser denunciado por agredir um motoboy. Na ação, um homem e duas mulheres também foram presos por crime de desacato aos militares.

A denúncia foi recebida via redes sociais, com vídeos que mostravam um homem agredindo um entregador de delivery de maneira violenta, em uma avenida movimentada da cidade. Logo após, as equipes de inteligência do 11º Batalhão foram acionadas e identificaram a vítima e o suspeito envolvidos no caso, bem como o endereço do agressor.

Os policiais foram à casa do suspeito, no bairro Residencial Nossa Senhora Aparecida, e solicitaram a presença do homem, que se negou a sair e apareceu com uma arma de fogo em mãos apontada para baixo. Diante da suspeita e risco, a equipe entrou na casa e conseguiu deter o homem.

Com o agressor estava uma pistola carregada com 17 munições de calibre .9mm, pronta para ser disparada, e mais dois carregadores com 37 munições. Para os policiais, o suspeito confirmou a agressão ao motoboy e disse que estava com a arma para enfrentar outros motociclistas que se reuniam para uma manifestação em frente a sua residência.

Quando os militares encaminhavam o suspeito para a viatura, um grupo de motociclistas apareceu em frente à casa, tentando atacar e linchar o acusado. Os militares deram ordens para os motociclistas saírem do local, mas um homem e duas mulheres desobedeceram os pedidos e atacaram os policiais com palavras de baixo calão, atrapalhando os trabalhos da PM.

Diante da resistência, os três motociclistas também receberam voz de prisão pelo crime de desacato e foram encaminhados, assim como o suspeito, para a Delegacia. 

Os quatro foram autuados e entregues para a Polícia Judiciária Civil para demais providências que o caso requer. As motocicletas foram apreendidas.