Segunda-feira, 20 de Maio de 2024

POLÍTICA NACIONAL Quarta-feira, 09 de Novembro de 2022, 21:01 - A | A

Quarta-feira, 09 de Novembro de 2022, 21h:01 - A | A

Senador do PT diz quais são as prioridades de Lula na Saúde

Política Nacional

Humberto Costa
Reproducao: Facebook

Humberto Costa

O senador Humberto Costa (PT), responsável pela coordenação do grupo da Saúde no governo de transição de Lula , disse nesta quarta-feira (9) que trabalhará para recompor o Orçamento do setor. A equipe tem como objetivo fazer com que seja recomposto R$ 22 bilhões.

“A 1ª prioridade nossa é recompor o Orçamento da Saúde. Essa demanda já foi feita e está sendo analisada pela equipe de transição na Economia e pelo presidente. Temos uma defasagem só por conta do teto de gastos de aproximadamente R$ 22 bilhões. Afora R$ 10 bilhões, que estão bloqueados para o Orçamento secreto”, comentou em entrevista no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede do gabinete de transição.

O senador acredita que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá força para fazer a recomposição. “Como o presidente já deixou claro que a Saúde, além de ser prioridade, é um investimento, acredito que se houver necessidade teremos um canal aberto para pedir [mais recursos]”, comentou.

O grupo também colocará como prioridade o abastecimento de medicamentos e vacinadas. Outro objetivo do núcleo é reduzir a demanda ocasionada pela pandemia e fazer projetos que atendam pacientes com sequelas da Covid-19. “É um desabastecimento grande que vai da dipirona ao remédio para Aids”, explicou.

Mais Médicos

O senador explicou que Lula pretende fazer um estudo para reformular o programa Mais Médicos. O foco é dar prioridade aos profissionais brasileiros. “Nós queremos um projeto, um programa que tenha os princípios do Mais Médicos para garantir que esses vazios assistenciais de médicos possam ser cobertos […] Não seria necessário em tese que a gente trouxesse médicos do exterior. Poderia se fazer um programa parecido com predomínio de brasileiros”, relatou.

Benefícios sociais também serão atrelados para a área. “A ideia nossa da saúde é ter uma ação articulada com a área de assistência social para que benefícios de transferência de renda voltem a ter essa vinculação da consulta da gestante no pré-natal e do cartão de vacinação das crianças devidamente atualizado”, disse.

“As pessoas estão passando fome, elas não vão poder condicionar de imediato uma coisa a outra, mas a ideia é que isso faça parte dessa grande ação para recuperar a cobertura vacinal”, completou.

Humberto Costa lidera o grupo de transição que ainda conta com o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), o médico e ex-secretário de São Paulo David Uip e os também ex-ministros Arthur Chioro e José Gomes Temporão.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política