Quarta-feira, 29 de Maio de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 08 de Novembro de 2022, 16:18 - A | A

Terça-feira, 08 de Novembro de 2022, 16h:18 - A | A

MOMENTO HISTÓRICO

Câmara Municipal de Várzea Grande será composta por quatro vereadoras

O Bom da Notícia/ com assessoria

A Câmara Municipal de Várzea Grande, pela primeira vez na sua história, está composta por quatro mulheres titulares no parlamento. Agora, a Casa de Leis várzea-grandense conta com as vereadoras: Rosemary Souza Prado – Rosy Prado, Gisele Aparecida de Barros - Gisa Barros, Eucaris Terezinha de Arruda Barros - Professora Eucaris e Adriana Alves da Anunciação - Doutora Adriana Alves.

Adriana está assumindo a cadeira que é do primeiro vice-presidente Rogerinho da Dakar que se licenciou por 30 dias para cuidar de assuntos particulares. Avereadora é advogada e teve 247 votos, sendo suplente do partido PSDB.

“Quero colaborar com todos os colegas vereadores. Sei o quanto vocês batalham pelo nosso município e vamos juntar nossas forças em busca de melhorias ao povo várzea-grandense. Só tenho de agradecer a Deus por tudo que estou passando nesse momento”, relata Adriana. 

Além de Adriana Alves, exercem o cargo de vereadoras na Câmara: Gisa Barros e Rosi Prado, ambas do União Brasil; e a Professora Eucaris (MDB).

Cuiabá 

Cuiabá é a terceira capital brasileira que menos elegeu mulheres para o cargo de vereadora na eleição municipal de 2020.Duas mulheres foram eleitas vereadoras por Cuiabá e somam 8% das vagas. São elas Edna Sampaio (PT), servidora pública, e Michelly Alencar (DEM), jornalista. Recentemente após a cassação do Tenente Coronel Marcos Paccola (Republicanos), a suplente Maysa Leão (Republicanos) assumiu a cadeira titular e a casa passou a contar com três mulheres no parlamento. 

Vale lembrar que na eleição de 2016, Cuiabá foi a única capital que não elegeu nenhuma mulher como vereadora em todo o país.