Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 29 de Março de 2023, 12:04 - A | A

Quarta-feira, 29 de Março de 2023, 12h:04 - A | A

RECADOS DADOS

Chico 2000 diz que Paulo Araújo 'chutou quem o ajudou'; deputado rechaça e diz que venceu sem apoio de vereador

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

O presidente da Câmara Municipal de vereadores de Cuiabá, Chico 2000 (PL) - que compõe na Câmara, a base de apoio de Emanuel Pinheiro (MDB) -, não poupou criticas ao deputado estadual Paulo Araújo (PP), por conta da acirrada oposição que o parlamentar vem fazendo ao prefeito da Capital. 

O parlamentar progressista preside a Comissão Especial de Acompanhamento da Intervenção, criada pela Assembleia Legislativa. Aprovada, inclusive, em plenário. Na visão de Chico, a atual Comissão de Saúde da Câmara estaria apta para isso. Os comentários ocorreram na sessão plenária desta terça-feira (28). 

"Primeiro eu quero dizer que o deputado está dormindo demais em sua mansão, em Chapada dos Guimarães, e o povo padecendo aqui nessa cidade. Ele precisa começar cedo e devolver para Cuiabá o apoio politico que recebeu. Porque até hoje ele não contribuiu em nada com o seu mandato para a saúde e nem para a cidade", disse. 

Ao ainda citar suposta ' ingratidão' dele[Araújo] para com o chefe do executivo de Cuiabá e os eleitores da capital. 

"Acorde mais cedo e deixe de politicagem, trabalhe, devolva para Cuiabá o que Cuiabá precisa. Agora a contrariedade aconteceu junto ao executivo, tirou vantagem eleitoral e depois chutou a bunda dos que te ajudaram. Aqui não deputado", advertiu. 

"Quantas vezes o senhor deixar de respeitar essa casa o senhor será desrespeitado. O senhor nunca conseguiu ser eleito nesta casa, esteve aqui como suplente", finalizou. 

Outro lado

A assessoria do deputado progressista, Paulo Araújo, foi procurada pelo O Bom da Notícia e muito elegantemente respondeu que o parlamentar declinaria de dar resposta aos ataques recebidos do presidente da Câmara, Chico 2000, pois estaria muitíssimo ocupado.

Não só com o acompanhamento dos trabalhos dos interventores em Cuiabá, já que preside a Comissão de Saúde do Legislativo estadual mas, igualmente, nesta última terça-feira (28) estaria com uma série de reuniões em Brasília após ter sido escolhido como o novo presidente do PP em Mato Grosso, pelo presidente nacional do PP, o senador Ciro Nogueira.

Inclusive, com a missão de reconstruir o PP em Mato Grosso, sobretudo, fortalecer o partido para as eleições municipais de 2024 e, em especial, claro, na capital. Porém, por meio de sua assessoria, fez questão de ressaltar que seus 24.551 votos, não passaram pela vontade ou apoio do presidente da Casa de Leis cuiabana.

Entenda a intervenção

Esta é a segunda vez que o Governo assumirá a gestão da pasta. Em dezembro, uma decisão monocrática do desembargador Orlando Perri tirou a Saúde das mãos da Prefeitura. A liminar foi suspensa pela ministra Maria Thereza, presidente do Superior Tribunal de Justiça, que determinou que o julgamento fosse realizado pelo Órgão especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, por meio de seu  colegiado.

Assim, no dia 9 de março, a maioria dos desembargadores da Corte de Justiça decidiram pela volta da Intervenção do Estado, na Secretaria de Saúde da Capital.

Após decisão do TJ, o governador Mauro Mendes(UB) escolheu a enfermeira Danielle Carmona Bertucini, servidora de carreira do Município de Cuiabá, como interventora. O procurador Hugo Fellipe Martins de Lima, que foi o interventor em dezembro, irá prestar assessoria jurídica à Danielle.