Sábado, 20 de Julho de 2024

POLÍTICA Sábado, 01 de Abril de 2023, 08:05 - A | A

Sábado, 01 de Abril de 2023, 08h:05 - A | A

EM CUIABÁ

Dilemário diz que morte do motoboy poderia ser evitada se ação de tapa-buracos fosse realizada

Da Redação do O Bom da Notícia

"Há tempos eu venho cobrando que o prefeito de Cuiabá[Emanuel Pinheiro-MDB] e o secretário de obras[José Roberto Stopa - PV, igualmente, vice-prefeito] trabalhem para recuperar as vias da nossa cidade que estão cheias de buracos", disse o vereador Dilemário Alencar(Podemos) pelas suas redes sociais, ao lamentar a morte do motoboy Orlando Gomes de Lima, 60.

Orlando foi atropelado na noite da última quarta-feira(29), após cair em um buraco na Avenida 8 de abril já próximo à Praça Popular e, em seguida, ser tragicamente atropelado por um veículo.

"Lamentavelmente, o motoboy Orlando Lima que trabalhava por aplicativo de entrega de alimentos foi vítima dos buracos que estão por toda a parte na capital. O mais revoltante é que a equipe de tapa-buracos da Secretaria de Obras esteve no sábado, 25 de março, no local onde ocorreu o acidente e morte do Orlando. A equipe tapou um buraco, mas a 10 passos de distância deixou de tapar um enorme buraco que contribuiu para ceifar a vida do trabalhador [...]  É por esse tipo de descaso que tenho dito que a culpa da morte desse pai de família é da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro".

Dilemário que é um dos mais ferrenhos opositor do prefeito Emanuel Pinheiro lançou recentemente 1º Festival do Buraco de Cuiabá, depois do prefeito não atender diversos pedidos que fez para recuperar as ruas da capital. Com direito, inclusive, ao prêmio de 40 litros de combustível.O  objetivo foi chamar a atenção do prefeito para ele que promova ações contra a buraqueira que vem detonando com carros, motos e causando acidentes.

A morte de Orlando causou profunda comoção social e absoluta indignação aos profissionais de entrega por aplicativo, mais conhecidos como motoboys.

Eles estiveram reunidos em frente à Câmara de Vereadores de Cuiabá na quinta-feira(30). E, igualmente, protestaram na Praça 8 de Abril, e na Praça Alencastro, em frente à Prefeitura de Cuiabá, onde realizaram um buzinaço. Sob gritos - pedindo justiça -, os profissionais fizeram duras críticas ao prefeito da capital pela imensa quantidade de buracos em ruas e avenidas da cidade.