Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 05 de Junho de 2024, 13:29 - A | A

Quarta-feira, 05 de Junho de 2024, 13h:29 - A | A

DIZ BOTELHO

'Gestão humanizada é quando coloca a dor do próximo em 1º lugar e não no bolso'

Deputado pontuou ainda que a saúde de Cuiabá precisa de uma gestão responsável, com foco em garantir médico e remédios nas unidades de saúde

Da Redação do Bom da Notícia com Assessoria

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União), fez duras críticas à gestão da saúde de Cuiabá e aproveitou para questionar o mote utilizado pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que fala em gestão humanizada na capital.

“Gestão humanizada quando tem responsabilidade funciona. Gestão humanizada é quando se coloca a dor do próximo em primeiro lugar e não o seu bolso. Quando você coloca a dor da pessoa que está esperando para ser atendido, esperando cirurgia, e você prioriza essas pessoas, e não sentir apenas sua própria dor ou querer ganhar dinheiro. Humanizado é sentir a dor do outro, mas não sei se isso tem sido colocado em prática na prefeitura”, declarou o parlamentar, na manhã desta terça-feira (04), durante entrevista ao Jornal da Manhã, na Jovem Pan.

Botelho destaca ainda que tem estudado as deficiências e precariedades da saúde de Cuiabá, juntamente com uma equipe técnica, liderada pelo médico Marcelo Sandrin e que conta com profissionais tanto da saúde do Estado, quanto do município, para dar uma visão ampla das necessidades do setor na capital.

O deputado aponta ainda que um dos pontos principais é a falta de gestão, que deixa a desejar. Além disso, terá como prioridade não deixar faltar médico e medicamentos nas unidades de saúde, para isso fará uma revisão dos contratos, e ainda prevê, por meio de uma parceria com o governo do Estado, a possibilidade de zerar a fila de espera por cirurgias. O parlamentar também destacou a importância dos profissionais em ter responsabilidade com o serviço público.

“O governo tem estrutura e com a prefeitura trabalhando junto, com uma gestão responsável, uma gestão humanizada”, afirmou.