Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2024, 14:25 - A | A

Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2024, 14h:25 - A | A

ELEIÇÃO

Mauro Carvalho assume presidência do PRD em MT e reforça alinhamento com UB

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

O suplente de senador Mauro Carvalho assumiu a presidência da Comissão Provisória do Partido da Renovação Democrática (PRD) em Mato Grosso. Além dele, José Genesio Poyer Júnior assume a  vice-presidência e como secretário-executivo, o ex-presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga.

Ao jornalistas, Mauro Carvalho explicou que não pleiteará nenhum cargo eletivo e apenas focará na eleição municipais deste ano.

“Eu não tenho menor intenção e condição de ser candidato a nada. A meta do partido, o foco do PRD, o objetivo principal é eleger vereadores e prefeitos em todos os munícipios.  Se em um devaneio eu ser candidato, perderei foco e prejudicarei meu partido. Existem trabalhos sérios e focados que iremos trabalhar”, disse.

Carvalho lembra que vai trabalhar alinhado com o União Brasil e grupo político do governo Estadual.

“Projeto muito alinhado com o União Brasil. Tenho uma ligação muito forte com o governador Mauro Mendes e essa ligação com o União irá permanecer sempre, vendo os interesses do PRD. Vamos procurar sempre acomodar as situações políticas, mas tem alguns momentos que não é possível. Vamos nos posicionar como um partido de ponta”, afirmou, durante coletiva de imprensa, na manhã desta sexta-feira (16).

“Tudo o que for possível para ter alinhamento com os demais partidos, nós faremos, mas o que não for, iremos para o embate e lançaremos os candidatos que acreditamos. Não vamos a reboque de ninguém, teremos nossa identidade e vamos buscar diálogo com todas as siglas aliadas”, acrescentou.

Carvalho já estava cogitado como o presidente do recém-formado partido após o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil).

A Comissão seguirá a frente do partido até 30 de novembro, conforme rege na certidão de composição da Justiça Eleitoral e foi validada junto ao Superior Tribunal Eleitoral (STE) nesta quinta-feira (15).