Domingo, 23 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 06 de Abril de 2024, 11:37 - A | A

Sábado, 06 de Abril de 2024, 11h:37 - A | A

PRESIDÊNCIA DA AL

Mesmo com chapa de consenso, Júlio diz que seu nome está à disposição para Mesa Diretora

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em entrevista à Rádio Cultura FM nesta última quinat-feira(04), o deputado estadual Júlio Campos (UB) voltou a afirmar que o seu nome está à disposição para compor a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Contudo, antecipou, que a tendência é que tenha uma chapa de consenso liderada pelo colega Max Russi (PSB) na disputa pela presidência da Casa.

“Como eu disse meu nome está à disposição. Não tenho interesse pessoal, mas se precisar, estou aí para compor qualquer carg, se assim eles acharem necessário. Pelo contrário, estou pronto para continuar fazendo o meu trabalho de deputado”, disse.

A Casa de Leis é comandada pelo deputado Eduardo Botelho (UB), que está na presidência há quatro biênios consecutivos. E como além de pré-candidato na disputa à Prefeitura de Cuiabá, também não pode assumir o cargo novamente, Max passou a ser o principal cotado para assumir seu lugar no biênio de 2025-2026. 

“Hoje pelo cenário que vemos é para um consenso com Max e Janaina que devem vir numa composição na Mesa Diretora como presidente e primeira secretária. Até porque a deputada não pode mais ocupar o cargo de vice-presidente. Então, tudo caminha para uma chapa única, e coesa”.

Mas como de costume, com seu perfil polêmico, Júlio revela que esta antecipação tem prejudicado muito nos andamentos dos trabalhos na Casa de Leis. 

“Uma eleição muito antecipada causa um esvaziamento da atual Mesa Diretora. Pois no momento que você tem uma Mesa eleita seis meses antes da posse, fica uma posição de esvaziamento. Ou seja, você não sabe a quem consultar, se é o presidente de fato ou o futuro presidente", completou.