Domingo, 23 de Junho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 15 de Março de 2024, 10:11 - A | A

Sexta-feira, 15 de Março de 2024, 10h:11 - A | A

XADREZ POLÍTICO

Michelly aponta rixas no staff de Emanuel e lembra volta de Júnior Leite indiferente à Stopa

Silvano Costa/Marisa Batalha/O Bom da Notícia

A vereadora Michelly Alencar (União Brasil) alfinetou nesta última quinta-feira (14), em conversa com jornalistas, as relações existentes no staff do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), algumas marcadas por diferenças e quedas de braço públicas como a do ex-diretor da Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos[Limpurb], Junior Leite, que vive às turras com o vice-prefeito José Roberto Stopa(PV).

Na afirrmação, a vereadora apontou informações sobre um almoço onde estariam juntos Emanuel, Stopa e vários amigos, dentre eles Junior Leite.

Só para lembrar, em entrevistas recentes Stopa chegou a chamar Júnior Leite de 'desonesto, incompetente e mentiroso'. 

"A gente sabe que tem uma rixa entre a o ex-gestor da Limpurb e o secretário de Obras e vice-prefeito. Stopa até chegou a declarar recentemente na imprensa que ele sairia do staff do prefeito se o Junior Leite voltasse. Mas ontem a gente já viu Emanuel, Stopa amigos, almoçando juntos," cutucou Michelly.

A declaração da vereadora ocorreu, inclusive, no mesmo dia que o prefeito emedebista garantiu o retorno de Junior Leite ao primeiro escalão de sua equipe, mas longe da Limpurb, em entrevista à Rádio Cultura FM. Assegurando que as diferenças entre o seu vice, José Roberto Stopa(PV) e o ex-secretário da Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos, Junior Leite, teriam sido sanadas e as quedas de braço pacificadas.

Junior pediu exoneração do cargo após a Justiça afastar o prefeito Emanuel Pinheiro, no dia 4 de março, sob suspeita de liderar uma Orcrim[Organização Criminosa] que, supostamente, teria desviado recursos da Saúde de Cuiabá. A saída do cargo ocorreu por conta de Stopa assumir o comando do Alencastro e ambos terem uma relação marcada por trocas de farpas. E com o retorno de Emanuel à Prefeitura de Cuiabá, por decisão do Superior Tribunal de Justiça que lhe concedeu habeas corpus, garantindo seu retorno ao comando do Alencastro, Junior voltou à equipe do prefeito.

"O descontrole é geral na Prefeitura de Cuiabá. A gente não sabe os pormenores das relações deles, mas a gente sabe que existe um descontrole, e isso é percebido na prestação do serviço que é apresentada".

A vereadora, porém, fez questão de frisar que estas relações seriam irrelevantes do ponto de vista político e que importaria, de fato, seria a qualidade da entrega do serviço prestado pela Prefeitura à população cuiabana. 

"Eu acho que a população nem está interessada no relacionamento deles. Ela está interessada em ter um serviço prestado com qualidade na cidade".