Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 12:36 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 12h:36 - A | A

VEJA VÍDEO

Michelly denuncia que empresa pode suspender exames em Cuiabá por falta de pagamentos

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em vídeo postado nas redes sociais, a vereadora Michelly Alencar (UB),denuncia que a empresa Imedi (Centro de Diagnóstico)  pode deixar de atender em Cuiabá, por falta de pagamentos pela prefeitura da capital, prejudicando a vida de centenas de pacientes.

Está é a segunda denúncia de empresa que presta serviços na saúde da Capital que ameaça suspender a operação por falta de pagamento, apenas nesta semana. “Eu venho aqui dizer que tem uma nota oficial que se até este dia 21 de junho não for pago a nota da Imedi, não vamos ter mais exames para a população, não vamos ter mais uma tomografia, um Raio X, uma ressonância e sabe quanto que a prefeitura está devendo somente para essa empresa, R$ 489.318,00”, denunciou.

A vereadora ainda mostra sua total indignação ao voltar a afrmar que a gestão comandada pelo prefeito Emanuel Pinheiro(MDB) 'envergonha Cuiabá'.

“Se o pagamento não for realizado, os serviços de exames médicos serão suspensos, colocando em risco a saúde da população. Isso é inaceitável, até quando continuaremos assim ? Essa gestão envergonha Cuiabá e faz mal para população que não vai poder mais fazer uma exame”, desabafou a parlamentar.

Por meio de nota, a Prefeitura de Cuiabá garante que metade do valor foi pago e o restante, as notas, ainda não chegaram ao setor financeiro.

“Nesta quinta-feira (19) foram pagas duas notas da empresa Imedi, somando um total de R$ 253.353,08. As demais notas ainda não chegaram ao financeiro da SMS para serem pagas”, consta na nota.

Vale lembrar que no início da semana a empresa App Serviços Médicos Ltda - que presta serviços na Unidade de Terapia Intensiva, da ala pediátrica do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) -, emitiu uma nota informando que irá suspender seus serviços a partir do próximo dia 1º de julho, por falta de pagamento por parte da Prefeitura de Cuiabá.

Veja nota

A Secretaria Municipal de Saúde – SMS informa:

-Nesta quinta-feira (19) foram pagas duas notas da empresa IMEDI, somando um total de R$ 253.353,08;

-As demais notas ainda não chegaram ao financeiro da SMS para serem pagas.

-Tão logo as notas restantes cheguem ao financeiro, serão quitadas.

Veja vídeo