Terça-feira, 16 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 30 de Março de 2023, 10:51 - A | A

Quinta-feira, 30 de Março de 2023, 10h:51 - A | A

PRIORIDADE EM MT

“O combate à violência contra a mulher não é um assunto isolado e nem deve ser jogado para a plateia”, ressalta secretária

Da Redação do O Bom da Notícia/Com Assessoria

Segundo a secretária interina da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Grasielle Bugalho, as discussões sobre a segurança das mulheres em situação de violência de Várzea Grande precisam ser orientativas e esclarecedoras, já que o município conta com o apoio de Delegacia Especializada da Mulher e com o suporte da Delegacia com plantão 24 horas em Cuiabá.

“Os assuntos relacionados a mulher são pautas muito sérias. O combate à violência contra a mulher é um dever de todos nós. Não é um assunto isolado e nem para ser jogado para a plateia. Se queremos fazer algo que realmente tenha resultado precisamos unir forças”, ratificou Grasielle Bugalho.

 

Em 2019, quando teve início a 1ª gestão de Mauro Mendes no governo do Estado, a primeira-dama Virginia Mendes abraçou a defesa dos direitos das mulheres, que se tornou prioridade. O combate à violência doméstica e sexual em Mato Grosso é uma de suas principais bandeiras. Atualmente, o Estado conta com atendimento da Delegacia Especializada da Mulher, presentes em oito municípios polos, sendo eles: Cuiabá, com plantão 24 horas, uma luta da primeira-dama Virginia Mendes; Várzea Grande; Rondonópolis; Cáceres; Sinop; Tangará da Serra; Primavera do Leste e Barra do Garças.

A primeira-dama também lidera ações e campanhas de conscientização sobre os direitos das mulheres dentro dos órgãos públicos. E tem defendido constantemente a igualdade entre homens e mulheres e o respeito, acima de tudo.

Outro programa recentemente aprovado por lei e que passa pela construção do Termo de Referência é o SER Família Mulher, um auxílio de R$ 600 para custeio de aluguel, garantindo a mulher a segurança de se afastar do agressor. De acordo com a secretária interina da Setasc, a lei veio para encorajar as mulheres. “Muitas suportam a violência por não ter para onde ir, esse programa vai encorajar e garantir a segurança das mulheres, porque ele conta com a rede de proteção à mulher garantidos pela Lei Maria da Penha”, explicou.

Uma das principais iniciativas da primeira-dama do Estado foi a implantação da primeira Delegacia da Mulher 24 horas em Cuiabá, que também atende as demandas de Várzea Grande, esse é considerado um marco na luta contra a violência doméstica em Mato Grosso. “Sonho com esse projeto, conseguimos a reforma do espaço físico da delegacia, aquisição de mobiliário e equipamentos. Tudo realizado por meio de ações beneficentes de voluntários, em parceria com empresários e amigos que acreditaram no projeto”, contou Virginia Mendes.

O Plantão 24 horas já é visto como uma delegacia modelo, conforme destacou a senadora Damares Alves, a época da inauguração ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

A estrutura oferece sala para atendimento psicossocial, espaço exclusivo para atendimento e registro de boletim de ocorrência, brinquedoteca e playground para as crianças que por ventura estiverem acompanhando as mulheres. A equipe também foi pensada e recebeu atenção direta por parte da primeira-dama. A delegacia conta com cinco delegadas, que atendem de maneira ininterrupta, durante 24 horas, todos os dias.

“O objetivo é garantir atendimento às vítimas de violência doméstica e sexual em um ambiente acolhedor e seguro. Essa era uma demanda urgente, pois não tinha nenhuma delegacia específica que prestasse atendimento 24 horas nos casos de violência doméstica e sexual. E isso foi uma das principais bandeiras e causas que assumi, assim que iniciamos a gestão”, disse Grasielle

Além das delegacias estão disponíveis:

Delegacia Virtual – onde pode ser feito o pré-registro de ocorrências envolvendo violências domésticas.

O Sistema SOS Mulher MT, sistema que reúne a solicitação de medidas protetivas online, botão do pânico virtual, entre outros serviços, ferramentas importantes para auxiliar e apoiar vítimas de violência doméstica.