Quarta-feira, 12 de Junho de 2024

POLÍTICA Domingo, 15 de Novembro de 2020, 16:06 - A | A

Domingo, 15 de Novembro de 2020, 16h:06 - A | A

ELEIÇÕES 2020

Sem 2º turno em VG, candidatos falam em "sentimento das ruas" e apostam em vitória nas urnas

Rafael Martins / O Bom da Notícia

Assessoria

khalil

 

Apenas os municípios com mais de 200 mil eleitores poderão realizar o 2ª turno. Assim, em Mato Grosso, apenas a capital pode ter segundo turno. Pautado nesta regra da legislação eleitoral, os eleitores de Várzea Grande, já saberão neste domingo(15), quem administrará, em 2021, o destino da cidade vizinha da capital.

Com 160 mil eleitores, ao todo, sem contar aqueles que não puderam ir as urnas por não terem realizado cadastro biométrico, ao entorno de 37 mil, ainda deverão ser computados em Várzea Grande, um alto nível de abstenção por conta do temor da covid-19 ou até mesmo descrença na política., 

Desta forma, se os resultados coincidirem com  os números da últimas pesquisas de intenções de voto, deverá suceder a prefeita democrata Lucimar Campos, no Paço Couto Magalhães, o emedebista Kalil Bracat. Que votou neste domingo (15), na Cohab Nossa Senhora da Guia. Optando, contudo, em não antever  vitória, e apenas agradecendo aos eleitores, mesmo que, claro, esteja confiante na vitória.

“As expectativas são boas, a gente agradece as intenções de voto, agradece ao eleitorado. Fizemos uma campanha de altivez, uma campanha propositiva, respeitando o cidadão várzea-grandense, respeitando os eleitores, e se Deus quiser sairemos para a vitória [...] Nós fizemos uma campanha limpa, levando propostas, enfrentando o eleitor de frente, ouvindo as demandas, fazendo compromisso de melhorias para a nossa cidade continuar avançando, a cidade de Várzea Grane vive uma boa fase, e precisa continuar avançando [...] Acredito [na vitória], até porque eu sinto esse sentimento na rua. A receptividade dos eleitores, esse calor humano, esse contato que nós tivemos durante as caminhadas, durante as reuniões, no corpo a corpo que tivemos. A gente sente isso no decorrer da campanha”, completou.

Kalil Baracat acompanhará a apuração dos votos, à partir das 17h30, no Barracão Central de sua campanha, localizado na Av. João Ponce de Arruda, ao lado do Posto Zero.

Emanuelzinho

O candidato à Prefeitura de Várzea Grande Emanuelzinho (PTB) votou na tarde deste domingo (15), pela primeira vez em Várzea Grande. Ele chegou ao local de votação acompanhado da noiva, Layla Teixeira, e da mãe, a primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro. Ele se disse confiante na vitória, e afirmou que, caso seja eleito, buscará trabalhar junto ao governador Mauro Mendes.

“Eu estou aqui representando Várzea Grande, eu preciso da parceria do governo do Estado e tenho certeza que o governador, sendo republicano, sabendo sua responsabilidade com o povo várzea-grandense também vai cumprir com seu ofício de governador do Estado”, disse.

O governador tem tido uma relação ruim com o pai de Emanuelzinho, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), e também já chegou a trocar farpas com o filho.

“A relação com a população várzea-grandense nesses 45 dias foi de intenso carinho, coração no coração, olho no olho, uma campanha propositiva, onde e escolhi dois lemas: que eu não ia atacar nem A, nem B, nem C, mas ia atacar os problemas da cidade de frente, com afinco, com arrojo, e no segundo que eu só ia prometer e propor aquilo que eu tenha condições de cumprir. E é possível cumprir a proposta de uma Várzea Grande moderna, desenvolvida, com liberdade, onde não se tenha medo de ser servidor, onde não se tenha medo de ser empresário, onde a prefeitura seja seu parceiro, é possível esse novo momento, é possível essa virada de página na história de Várzea Grande [...] Andamos praticamente em todos os bairros da cidade, conversando com as pessoas olho no olho, ouvindo as sugestões, ouvindo as críticas, ouvindo as pessoas no que elas mais sofrem, a falta de vaga na creche, a dificuldade com a regularidade da água que vem um dia sim e três não, o DAE totalmente politizado, então era escutar as pessoas é saber como dar receita para remédio. Então eu faço questão. Fiz como deputado federal, fiz como prefeito, e irei fazer exercendo meu mandato como prefeito de Várzea Grande, se Deus quiser”, pontuou

Frical 

Candidato ao cargo de prefeito, Flávio Frical (PSB), da Coligação Várzea Grande Pode Mais, votou às 10h na Escola Estadual Adalgisa de Barros, área central da cidade. Acreditando que triunfará, Frical aproveitou para mais uma vez cutucar a família Campos. 

“Estamos confiantes na vitória. Tivemos pouco tempo para mostrar à população nossos planos para melhorar nosso Município, mas fizemos isso com muito respeito e consideração por todos. Queremos o melhor para nossa população e esperamos que todos tenham compreendido nossas boas intenções [...] Ele também observou que, independente do resultado das urnas, um novo grupo político de oposição foi montado para contrapor a família Campos. “Várzea Grande já ganhou só em ter formado um novo grupo político. Queremos não apenas reativar as esperanças e a honra em ser várzea-grandense, queremos o melhor para os moradores desta cidade que me acolheu há 40 anos”, afirmou Frical, na companhia da esposa Sueli Neres.

Várzea Grande não terá segundo turno, pois possue menos de 200 mil eleitores.