Segunda-feira, 20 de Maio de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 02 de Maio de 2024, 17:34 - A | A

Quinta-feira, 02 de Maio de 2024, 17h:34 - A | A

FAKE NEWS

Vereador desmente números de internações apresentados por Emanuel Pinheiro

Da Redação do Bom da Notícia com Assessoria

No embate sobre os números de internações nos hospitais de Cuiabá, em especial ao HMC e antigo Pronto Socorro, surge uma grave discordância entre o prefeito Emanuel Pinheiro e o vereador Dr. Luiz Fernando (UB). Enquanto o prefeito aponta um fluxo significativo de pacientes do interior de Mato Grosso, o vereador contesta, afirmando que a maioria dos internados são residentes de Cuiabá.

Os dados extraídos do sistema Indicasus, no dia 26 de abril revelaram uma realidade distinta daquela apresentada pelo prefeito.

“Na data referenciada pelo prefeito, a realidade é bem diferente, de acordo com o Indicasus tinham 269 pacientes internados, destes 169 pacientes são residentes de Cuiabá, 69 pacientes são provenientes do interior do Estado e 28 pacientes não tiveram a localidade de residência especificada. No Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, tinham 90 pacientes internados, sendo 48 pacientes residentes de Cuiabá, 29 pacientes são provenientes do interior do Estado, e 11 pacientes não tiveram a localidade de residência especificada. Sendo assim é evidente que a maioria dos pacientes internados nos hospitais de Cuiabá são residentes da capital, e não do interior. O prefeito precisa parar de mentir para tentar de forma inescrupulosa ampliar os recursos do Estado para o município”, destaca o vereador.

Ainda segundo o vereador a saúde em Cuiabá tem gestão plena e é tripartite, ou seja, tem recursos da União, Estado e Município, porém a gestão incompetente e corrupta de Emanuel Pinheiro é o que sangra os cofres municipais.

“Eu fico envergonhado ao ver o prefeito solicitar uma agenda com o governador Mauro Mendes bradando que o Estado é culpado pelo caos na saúde de Cuiabá, e ainda quer sentar à mesa com diálogo mentiroso, como se o Estado não tivesse acesso ao sistema Indicasus, na realidade, o que o prefeito quer é se livrar da culpa da péssima gestão da saúde, só falta dizer que o governo de Mato Grosso é que tem dezenas de operações policiais na saúde e ex-secretários presos. É uma aberração esse discurso mentiroso de Emanuel Pinheiro, lamento mais uma fake news”, finaliza.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, realizou no dia 26 de abril uma visita técnica às dependências do Hospital Municipal de Cuiabá e apresentou um panorama dos atendimentos. O gestor pontuou através das redes sociais que a maioria dos pacientes internados é interior.

“Do total de 298 pacientes, 220 são de municípios vizinhos e apenas 78 são da capital. O HMC é o maior hospital do estado, construído, equipado e mobiliado pela população cuiabana durante minha gestão. Cuiabá carrega a Saúde do Estado nas costas há muito tempo e agora está ainda mais sobrecarregada porque ampliamos os serviços para a população, incluindo o HMC, duas Unidades de Pronto Atendimento. Com isso, o Estado desestruturou a saúde no interior, fechou unidades, e a população do interior do Estado está vindo para cá ", pontuou o prefeito.