Quinta-feira, 23 de Maio de 2024

TECNOLOGIA Terça-feira, 08 de Novembro de 2022, 10:33 - A | A

Terça-feira, 08 de Novembro de 2022, 10h:33 - A | A

Twitter agora é de Elon Musk; o que muda? iGdeais debate

Tecnologia

Depois de 6 meses de polêmicas idas e vindas, negociações e desistências, Elon Musk  concluiu a compra do Twitter por US$ 44 bilhões na noite de 27 de outubro. Agora, além de dono, ele é o CEO da companhia e em pouco mais de uma semana já realizou mudanças drásticas na rede social, que estão deixando os usuários apreensivos. 

Além de demitir mais da metade dos funcionários, e depois voltar atrás, o bilionário prevê cobrar assinatura de 8 dólares para liberar o selo de verificado aos usuários. 

Para entender qual o verdadeiro impacto da mudança, iG convidou Lucas Morelli, advogado de disputas estratégicas do MAMG Advogados e mestre pela Universidade de São Paulo (USP) e Paloma Rocillo, Vice-diretora do Instituto de Referência em Internet e Sociedade para a live desta terça-feira (8), ao meio-dia (12h). 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

A live será transmitida no Twitter , Facebook , LinkedInYouTubeTwitch do portal e você pode enviar suas dúvidas no chat de qualquer uma das plataformas. 

O novo dono do Twitte prometeu até analisar casos de perfis removidos da rede social por decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), após os usuários levantarem suspeitas sobre o sistema de eleitoral e sobre as urnas eletrônicas. 

"Eu darei uma olhada nisso", declarou o bilionário em resposta ao comentarista Paulo Figueiredo Filho, da Jovem Pan News. 

Também na política, Musk usou suas redes para pedir voto no Partido Republicano nas eleições dos Estados Unidos.

Os tweets do bilionário sempre provocaram polêmica, mas desde a aquisição da rede social, ele vem usando seu perfil como anúncio das novas políticas da plataforma. 

Recentemente, uma delas pegou usuários de surpresa. Musk passou a suspender os usuários que copiassem sua conta, ou que imitassem a conta de qualquer um. 

Será que ele, como acionista majoritário da empresa, tem o poder de tomar essas decisões? Quais leis ele precisará respeitar? Para saber mais, assista a live desta terça no link: 


Fonte: IG TECNOLOGIA