Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

ARTIGOS Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 09:11 - A | A

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024, 09h:11 - A | A

Lício Antonio Malheiros

O impasse continua

A política partidária, dentro do seu dinamismo e projeção substancial sofre mudanças diuturnamente.

 Plagiando Magalhães Pinto, que usou uma frase icônica para definir “Política é como nuvem. Você olha, ela está de um jeito. Olha de novo, e ela já mudou”.  

Ainda, com relação ao União Brasil (UB), agremiação partidária que levou um tempo considerável para escolha do pré-candidato à majoritária (Prefeito), através de conversações e negociações de bastidores.

Até que, o nome do deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil) foi sacramentado na condição de pré-candidato do partido.

Pois bem, pelo próprio dinamismo da política partidária, é natural que, a imprensa como um todo, indague e pergunte sistematicamente para o pré-candidato Eduardo Botelho (União Brasil), qual é, o melhor nome para assumir a   vice.

 Eduardo Botelho (União Brasil), dentro da sua vivência política e polidez na fala    argumenta sempre que essa decisão tem um prazo considerável para que se tenha definição definitiva, decisão esta, que será tomada em 207 e 058.

Pondera ao diz “Não serei o único a definir um nome, e sim o grupo de aliança que trabalha a minha candidatura envolvendo os partidos aliados”.  

Após a inauguração da sede do diretório estadual na segunda-feira (10), que contou com a presença do presidente nacional Ovasco Resende e o presidente do partido e suplente de senador, Mauro Carvalho Junior (PRD).

O partido (PRD), apenas ventilado o nome Felipe Wellaton (PRD), para ocupar a vice de Eduardo Botelho (União Brasil), e não uma imposição.

Inclusive, no meu artigo anterior, elenquei alguns atributos substanciais, que permite a indicação do nome Felipe Wellaton (PRD), pelo fato de o mesmo ter sido: candidato a vice-prefeito de Cuiabá, foi o terceiro candidato a deputado federal mais votado em Cuiabá, foi vereador, estava como secretário de Turismo do Estado de Mato Grosso. Além, de ser um jovem que fala a língua do povo.

Vou além, em 2020 na dobradinha Abílio e Wellaton, se a composição fosse diferente Wellaton para prefeito e Abílio para vice, por certo, Emanuel Pinheiro (MDB) teria perdido. Essa, é minha modesta opinião.

A ventilação de o nome Felipe Welllaton (PRD) para vice de Botelho (União), parece ter causado um verdadeiro tsunami entre os partidos aliados, em especial ao Republicanos.

Tanto é verdade, que após a indicação do nome Weliton (PRD) para vice. Em entrevista a uma emissora televisiva, o vereador Eduardo Magalhães (Republicanos), presidente do partido em Cuiabá teria garantido “Que a agremiação iria deixar o arco de alianças do pré-candidato a prefeito Eduardo Botelho (União), caso a vaga de vice fosse repassada ao partido recém-criado (PRD) ”.

Na condição de presidente de partido, nada mais justo o seu posicionamento em querer a indicação dos bons nomes do partido Republicanos, a exemplo, o diretor-geral do Hospital Santa Helena Dr. Marcelo Sandrin um excelente nome também, a vereadora Maysa Leão de primeiro mandato, o empresário Wenceslau Júnior entre outros.

Será, que os problemas de Cuiabá consistem apenas e tão somente na Saúde, ou seria, um problema generalizado.

O que soou de forma dissonante, na fala do vereador Eduardo Magalhães (Republicanos), foi a colocação das palavras na tentativa de imposição, que destoa do processo democrático.

Na minha modesta opinião, o Republicanos tem chance de fazer de 2 a 3 vereadores, os pré-candidatos à vereador deveriam estar mais focados em suas respectivas eleições; que não será fácil para ninguém.

Como falei de bons nomes do partido Republicanos, esqueci de mencionar um nome forte, Robertinho Fernandes, conhecido também como Robertinho da SANECAP (Companhia de Saneamento da Capital).

Iniciou sua trajetória nessa companhia de Águas como motorista, graças ao seu trabalho hercúleo galgou vários degraus, hoje, é um forte pré-candidato à vereador.

Professor Lício Antonio Malheiros é geógrafo