Segunda-feira, 22 de Julho de 2024

BRASIL & MUNDO Quinta-feira, 13 de Abril de 2023, 11:01 - A | A

Quinta-feira, 13 de Abril de 2023, 11h:01 - A | A

Finlândia realiza primeiro exercício militar com a Otan

EBC Internacional

A Finlândia anunciou nesta quinta-feira (13) que realizou o primeiro exercício militar, desde a sua adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), com a participação de dois navios portugueses e alemães atracados simbolicamente no porto de Helsinque.

As fragatas – a NRP Bartolomeu Dias e a Mecklenburg-Vorpommern – vão fazer escala na capital finlandesa até domingo, informou a marinha do país nórdico em comunicado, acrescentando que as duas embarcações estarão fechadas ao público.

Antes de chegarem a Helsinque, os navios da Otan participaram ontem (12) de um exercício organizado pela frota costeira finlandesa, perto da Rússia, juntamente com três navios do país nórdico.

"O Passex [exercício de passagem] desenvolveu a interoperabilidade entre os navios participantes na produção de quadros de situação e navegação], informou a Marinha do país em declaração.

"Esta é a primeira vez que a Finlândia e a Frota Costeira realizam um exercício e uma visita desde que a Finlândia aderiu à Otan", acrescentou o comunicado.

A Marinha da Finlândia informou ainda que os navios de guerra Purunpaae, Raahe 71 e Porvoo também participaram dos exercícios.

Adesão à Otan

O país nórdico, que faz fronteira com a Rússia, aderiu oficialmente à aliança militar no último dia 4, tornando-se o 31º membro da organização, colocando um ponto final em décadas de neutralidade e de não alinhamento.

No início da candidatura, em abril de 2022, o país teve apoio de 28 dos 30 Estados-membros, uma vez que a Hungria e a Turquia não ratificaram a candidatura imediatamente. Só na primavera de 2023 é que Ancara e Budapeste deram luz verde à adesão da Finlândia à Otan.

Finlândia e Suécia anunciaram o pedido de adesão à aliança militar em maio passado, depois da invasão russa à Ucrânia e da exigência de Moscou de que Otan não se expandisse para Leste.

A Suécia ainda não obteve luz verde da Turquia e Hungria e permanece, por enquanto, fora da Otan.

A entrada da Finlândia acrescenta 1.340 quilômetros (Km) de fronteira entre a aliança e a Rússia.

O país nórdico, que tem mantido enormes reservas militares de várias centenas de milhares de cidadãos mobilizáveis mesmo após o fim da Guerra Fria, trouxe à Otan meios militares significativos.

O treino com as tropas da aliança militar teve lugar regularmente nos últimos anos, uma vez que a Finlândia é membro da Parceria para a Paz da Otan.

Fonte: EBC Internacional