CIDADES Sábado, 30 de Novembro de 2019, 13:20 - A | A

INOVAÇÃO EM SANEAMENTO

Escaneamento a laser guia ampliação de redes de esgoto

O Bom da Notícia

A instalação de novas redes de coleta de esgoto na capital vem contando com um auxílio extra da tecnologia para mais agilidade e precisão nos trabalhos de infraestrutura em saneamento. O escaneamento da topografia da cidade agora é feito a laser, a partir de sobrevoos, primeiro passo para a geração de mapas contendo as variações do relevo, o curso de córregos e rios, a extensão de áreas verdes e outros detalhes geográficos. O investimento para incorporação da tecnologia supera o valor de R$ 1 milhão. 

 

A bordo de um avião bimotor, o equipamento de scanner topográfico vai registrando uma série de informações preciosas ao planejamento e execução de obras na cidade, empreendidas pela Águas Cuiabá por meio do contrato de concessão firmado com a Prefeitura Municipal. De posse dos mapas gerados e dados complementares, engenheiros e técnicos da concessionária conseguem imprimir mais precisão aos cálculos, projetos e à dinâmica de perfurações e implantação de novos coletores. 

 

Águas Cuiabá investe em tecnologia de ponta que proporciona mais precisão e agilidade em obras; medida beneficiará 167 mil pessoas em 94 bairros

O recurso de topografia industrial vem sendo utilizado em obras complexas em grandes centros urbanos, agregando mais qualidade e segurança aos procedimentos de engenharia. Isso porque o escaneamento amplia a percepção do espaço geográfico, a análise de suas características (nível de declives, colinas, vales, entre outros aspectos), dando subsídios à confecção de projetos cada vez mais detalhados.     

 

“Para esse processo de instalação de novas redes do sistema sanitário, a concessionária investiu na melhor tecnologia disponível no mercado. Otimizamos tempo e reduzimos impactos aos locais, diferentemente dos métodos comuns. Esse avanço tecnológico nos traz a informação mais exata possível e é um apoio importante para que Cuiabá avance ainda mais nos índices de cobertura de esgoto”, destaca Paula Violante, diretora da Águas Cuiabá. 

 

O trabalho está sendo intensificado em regiões à margem do rio Cuiabá e no entorno de córregos, incluindo o Ribeirão do Lipa, Mãe Bonifácia, São Gonçalo e Figueirinha, posteriormente será avançado para os demais da cidade. O escaneamento já resulta no registro topográfico de 177 quilômetros de extensão desses cursos d’água. O projeto, nesse momento, guiará a instalação dos novos Sistemas de Esgotamento Sanitário Sul e Lipa. Juntas, essas novas estruturas a serviço do saneamento vão atender a 167 mil pessoas em 94 bairros. 

 

“O escaneamento é o primeiro passo para que milhares de pessoas sejam inclusas na cobertura de esgoto. Temos, assim, um escopo social muito relevante. Não estamos falando somente de projetos mais precisos, em menor tempo de execução. Vamos além, estamos falando de pessoas que passam a ser inclusas no mapa do saneamento, possibilitando a conexão com mais saúde e qualidade de vida. O benefício desse investimento tecnológico será entregue diretamente a cada morador e ao meio ambiente”. 

 

Avanços - A expansão das redes coletoras de esgoto nos setores Sul e Norte da capital representa mais uma etapa consistente do arrojado projeto de saneamento empreendido a partir de 2017. Até o momento, já foram instalados 106 quilômetros de novas tubulações para que a carga poluidora gerada após o uso da água possa ser coletada adequadamente e enviada a estações de tratamento. De acordo com a Águas Cuiabá, graças a essa ampliação da cobertura, 12 toneladas de efluentes já deixam de poluir os rios Cuiabá e Coxipó, diariamente. Conforme Termo de Ajustamento de Conduta celebrado com o Ministério Público Estadual, ao final de 2019, Cuiabá já chegará ao índice de cobertura de esgoto de 61%. A cidade atingirá em 2024 a marca histórica de 91%. 



Imprimir

Comentários