Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

MULHER Sábado, 22 de Abril de 2023, 07:32 - A | A

Sábado, 22 de Abril de 2023, 07h:32 - A | A

Medo de realizar uma cirurgia plástica? BAPS desmistifica receios

Mulher

Medo de realizar uma cirurgia plástica? BAPS desmistifica receios comuns
FreePik

Medo de realizar uma cirurgia plástica? BAPS desmistifica receios comuns

Apesar dos avanços tecnológicos da medicina, que ampliam o acesso e a segurança dos procedimentos cirúrgicos, muitas pessoas ainda possuem medo de se submeter a uma cirurgia plástica, seja devido à anestesia, a recuperação, os resultados ou diversos outros motivos. E a principal causa desse receio nos pacientes é a falta de informação correta sobre as técnicas e procedimentos cirúrgicos. Para ajudar nesses casos, a Brazilian Association of Plastic Surgeons (BAPS) desmistificou os principais medos que as pessoas têm com relação à cirurgia plástica.

Entre no canal do iG Delas no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!

Qualidade do resultado – Uma das maiores preocupações dos pacientes é justamente com relação ao resultado das cirurgias plásticas, pois muitos temem que o efeito final seja muito artificial. Porém, a cirurgia plástica é capaz de proporcionar resultados extremamente naturais, desde que seja bem indicada. Dessa forma, a BAPS recomenda buscar um profissional devidamente qualificado para realização do procedimento.

“É dever do cirurgião plástico trabalhar da melhor forma possível para proporcionar um resultado mais próximo do natural, mantendo a estética facial e evitando que o rosto perca sua expressão natural. Por isso a importância de buscar um profissional qualificado, que poderá realizar um estudo pleno de toda a estética facial da paciente antes de recomendar uma cirurgia específica”, reforça o cirurgião plástico Daniel Lobo Botelho, presidente da BAPS (Brazilian Association of Plastic Surgeons). Além disso, para evitar surpresas, as expectativas do paciente com relação ao resultado devem ser realistas, o que pode ser resolvido através de uma conversa franca com o cirurgião plástico sobre os limites e possibilidades do procedimento em questão.

Anestesia – A anestesia figura entre os maiores medos dos pacientes. Mas a BAPS alerta que esse terror é, em grande parte dos casos, baseado em ideias ultrapassadas provenientes de uma época em que os conhecimentos sobre técnicas de anestesia eram escassos, o que levava a procedimentos anestésicos inadequados.

“É claro que toda cirurgia possui algum tipo de risco, mas a anestesiologia foi uma das áreas médicas que mais evoluiu e, hoje, a anestesia é um procedimento médico de altíssima segurança, desde que realizado por profissionais capacitados. Além disso, é importante ressaltar que o fato de um conhecido seu ter tido problemas com anestesia não deve ser motivo de preocupação, afinal, cada organismo é único e reage de maneira distinta a diferentes substâncias anestésicas”, afirma o presidente da BAPS (Brazilian Association of Plastic Surgeons).

Cicatrização – A aparência de cicatrizes cirúrgicas pode causar grande incômodo aos pacientes, tornando-se um impedimento para que algumas pessoas realizem procedimentos invasivos. Porém, a BAPS ressalta que cirurgiões plásticos qualificados e experientes sempre vão fazer o possível para que a cicatriz seja o mais imperceptível possível. Mas é importante ter em mente que alguns procedimentos exigem incisões maiores e, logo, formam cicatrizes mais visíveis.

“Durante o período de cicatrização, é indispensável redobrar os cuidados com a região operada, pois é um processo delicado em que qualquer alteração pode prejudicar a aparência final da cicatriz. Então, mantenha a cicatriz limpa e seca para evitar infecções, evite fazer esforço, reforce a hidratação do local e não deixe a região exposta ao sol, pois a radiação solar pode estimular as células produtoras do pigmento da pele, conferindo um aspecto escurecido à cicatriz”, aconselha Daniel Lobo Botelho.

Recuperação – O período pós-operatório é outro fator que causa grande receio quando se trata de cirurgias plásticas devido ao repouso geralmente exigido e às complicações que podem aparecer nesse momento, como inchaço, hematomas e sangramentos. Para passar por esse momento com segurança e garantir o melhor resultado, a BAPS reforça a importância de seguir fielmente as recomendações de seu médico.

Acompanhe também perfil geral do Portal iG no Telegram !

“Cada cirurgia plástica possui um processo de recuperação diferente, então o mais importante é ater-se às recomendações dadas pelo seu médico antes da cirurgia. Em caso de dúvidas, pergunte ao profissional responsável em vez de pesquisar na internet, que está repleta de informações incorretas que podem colocar sua saúde em risco”, finaliza o presidente da BAPS (Brazilian Association of Plastic Surgeons).

Fonte: Mulher