Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

O BOM DA VIDA Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 17:00 - A | A

Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 17h:00 - A | A

CULTURA

Projeto de Botelho institui 10 de setembro como Dia do Lambadão em MT

Profissionais da música comemoram iniciativa do deputado que vai constar no calendário do Estado

Da Redação do Bom da Notícia com Assessoria

Mato Grosso deve instituir o Dia do Lambadão, a ser comemorado anualmente em 10 de setembro. Se aprovado o Projeto de Lei 318/24, de autoria do deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, a data irá constar no calendário oficial do Estado.

Vlademir Oliveira dos Reis, que é professor de dança, produtor da banda G4 e presidente o Instituto Digoreste, comemorou a iniciativa de Botelho. Reis já prepara as festividades para o Dia do Lambadão Municipal, em 10 de setembro, com o espetáculo “Ritmos Digoreste”, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, na ALMT.

“Instituir essa data também no Estado é ótimo para nossa classe. Desde 2007 dou aula e nunca consegui inserir o projeto nos bairros e escolas. Sempre almejamos um dia específico em âmbito estadual para comemorar, pois a classe do lambadão tem impacto econômico muito grande. São mais de 15 eventos na baixada cuiabana todos os finais de semana, que empregam de forma direta de 70 a 100 pessoas por evento”, explicou Reis.

 

O projeto aguarda o parecer da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto, antes de ser apreciado em Plenário. Objetivo é estimular a cultura e fomentar a economia com a geração de empregos e renda, uma vez que diversos eventos são realizados ao som do lambadão, principalmente nos finais de semana.

Na proposta, Botelho destaca a importância da participação das associações de músicos e de grupos de dança, além da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer – SECEL para a regulamentação da proposta. “Este projeto visa o reconhecimento dessa importante manifestação cultural pelo Poder Público”, afirma o deputado Botelho.

Reconhecimento aguardado

Miguel Santana, um dos fundadores da tradicional banda Scort Som, que leva o ritmo lambadão por todos os rincões, disse que o projeto valoriza o lambadão mato-grossense. “Acho ótimo ter o dia do lambadão, ritmo que leva alegria onde toca”, afirmou.

Com três décadas de muito sucesso, os nove integrantes da banda Real Som também são especialistas quando o ritmo é o lambadão. “São 33 anos tocando os ritmos mato-grossenses de muito sucesso, e o lambadão é muito pedido nos eventos, nas casas de shows, o pessoal gosta demais e ter um dia específico para comemorar será excelente”, afirmou o vocalista da banda Real Som, Valdelício Garcia Rodrigues.

Histórico do ritmo popular

Ao destacar a trajetória de criação do ritmo lambadão, Botelho cita, no projeto, trechos da monografia de Dewis Caldas, jornalista e documentarista, que se tornou especialista no assunto. Ele define as duas principais características do lambadão mato-grossense: a lambada paraense e o rasqueado que, por sua vez, tem influência da polca paraguaia.

Em Mato Grosso, de acordo com Caldas, o ritmo chegou através de garimpeiros vindos do Pará para trabalhar em Poconé, Rosário Oeste e Várzea Grande, influenciando o poconeano Francisco da Guia Souza, o Chico Gil, in memorian, considerado o Rei do Lambadão. Seu primeiro sucesso foi “Ei, amigo”, a primeira música que balançou os eventos e foi regravada por diversos grupos locais.

As Bandas: Estrela Dalva, Os Maninhos, Real Som, Scort Som e Styllus Pop Som, primeiro grupo a gravar o sucesso “Toque Toque DJ”, que ganhou as rádios do país, foram mencionadas no PL 318/24.

RITMO FRENÉTICO - O Lambadão é um TV ritmo musical variante da lambada, cujas raízes são o carimbó/sirimbó, a lambada e o rasqueado.